Divisão Trump pedirá US$ 8,6 bilhões para muro fronteiriço no orçamento de 2020

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 10/03/2019 18:36 Atualizado em:

O presidente americano, Donald Trump, planeja pedir US$ 8,6 bilhões no orçamento de 2020 para financiar o muro que quer construir na fronteira mexicana, disse seu assessor econômico, Larry Kudlow, neste domingo (10).

Perguntado pela Fox News sobre a esperada oposição do Congresso ao valor de 8,6 bilhões de dólares para o muro que circula na imprensa norte-americana, Kudlow respondeu: "Suponho que haverá."

De acordo com o Washington Post, em seu orçamento para o ano fiscal de 2020, que será revelado nesta segunda-feira, Trump quer alocar US$ 5 bilhões do orçamento do Departamento de Segurança Interna e 3,6 bilhões do Pentágono para seu projeto de fronteira para impedir a imigração ilegal.

Estes fundos se somariam ao financiamento emergencial de 6,7 bilhões de dólares previstos de acordo com a declaração de "emergência nacional" anunciada em 15 de fevereiro.

Na última vez em que Trump pediu aos parlamentares para aprovarem fundos para a cerca da fronteira - por 5,7 bilhões de dólares - a briga com o Congresso terminou em um "shutdown", ou fechamento parcial do governo federal, de 35 dias.

"Trump vai continuar com seu muro. Ele vai insistir na segurança das fronteiras, acho que é essencial", acrescentou Kudlow.

Mas os líderes democratas no Congresso imediatamente reiteraram sua oposição ao financiamento de um muro.

"O presidente Trump causou danos a 8 milhões de americanos quando decidiu, de forma imprudente, fechar o governo para obter seu muro caro e ineficaz, que, como prometido, deveria ser pago pelo México", lembraram em comunicado conjunto a presidente democrata da Câmara dos Deputados, Nancy Pelosi, e o chefe da minoria democrata no Senado, Chuck Schumer.

"O Congresso se recusou a financiar o muro e ele (Trump) foi forçado a admitir sua derrota e reabrir o governo. O mesmo cenário será repetido se ele tentar fazer de novo. Esperamos que ele tenha aprendido a lição", disseram.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.