Parceria EUA afirmam que fim de manobras com Coreia do Sul não é concessão ao Norte

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 05/03/2019 08:29 Atualizado em:

Foto: SAUL LOEB / AFP
Foto: SAUL LOEB / AFP
 
O presidente americano, Donald Trump, afirmou nesta segunda-feira que o abandono das manobras militares conjuntas com o Exército da Coreia do Sul não representa uma concessão ao líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, com quem se reuniu na semana passada, no Vietnã.

"Os exercícios militares, ou jogos de guerra, como os chamo, não foram discutidos durante minha reunião com Kim Jong Un", publicou Trump no Twitter. "Tomei esta decisão há muito tempo, porque custa aos Estados Unidos muito dinheiro manter esses jogos, principalmente porque não somos reembolsados!"

Estados Unidos e Coreia do Sul anunciaram ontem que estavam dando por encerrados seus exercícios militares conjuntos anuais em larga escala, que provocavam a ira da Coreia do Norte. As duas manobras serão substituídas por exercícios mais limitados, "para manter uma sólida preparação militar" das forças posicionadas na Coreia do Sul, informou o Ministério da Defesa sul-coreano.

Cerca de 30 mil militares americanos estão mobilizados na Coreia do Sul.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.