Pronunciamento Bolívia elogia que Grupo de Lima descarte uso da força na Venezuela

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 26/02/2019 13:55 Atualizado em:

Foto: AIZAR RALDES/ AFP
Foto: AIZAR RALDES/ AFP
O presidente da Bolívia, Evo Morales, um aliado de sua colega venezuelano, Nicolás Maduro, saudou nesta terça-feira (26) o pronunciamento do Grupo de Lima contra o uso da força na crise venezuelana e a favor de uma transição democrática de acordo com sua Constituição.

"Saudamos os países do Grupo de Lima que se pronunciaram contra uma intervenção armada contra a Venezuela", escreveu o presidente em sua conta no Twitter. 

"Somos uma região de paz em que o respeito pela vida é fundamental para nossos povos. Dissemos e mantemos: o diálogo é o único caminho", observou Morales, um dos poucos aliados de Maduro.

O Grupo Lima, formado por 13 países latino-americanos e pelo Canadá, reuniu-se na segunda-feira em Bogotá, juntamente com o autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, e o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence. 

Com exceção dos Estados Unidos, que deixaram em aberto "todas as opções" para forçar Maduro a deixar o poder na Venezuela, o Grupo Lima descartou o uso da força no cerco que busca se contrapor ao presidente venezuelano.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.