assassinato Corpo de jovem croata desaparecida é localizado em geladeira 18 anos depois

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 18/02/2019 14:09 Atualizado em:

Foto: Cícero Lopes/CB/D.A Press.
Foto: Cícero Lopes/CB/D.A Press.
Há 18 anos uma estudante croata desapareceu e o mistério sobre o seu paradeiro parece ter sido elucidado após a descoberta anunciada neste domingo (17) pela Polícia de um corpo dentro de um congelador na casa da irmã da vítima, indicou a imprensa.

Jasmina Dominic tinha 23 anos quando desapareceu, em 2000. Nascida em Mala Subotica, localidade do norte da Croácia, estudava em Zagreb nessa época. A família denunciou o desaparecimento à Polícia cinco anos depois, de acordo com o jornal Vecernji List.

No sábado à noite, uma mulher de 45 anos foi detida em Mala Subotica no âmbito da investigação, declarou um porta-voz da Polícia regional, Nenad Risak. "Estamos supondo que o corpo encontrado no congelador seja o de uma jovem nascida em 1977 e cujo desaparecimento foi assinalado em 16 de agosto de 2005", explicou o porta-voz.
 
A Polícia privilegia a pista de assassinato. Será feita uma necropsia para ter mais elementos, segundo a mesma fonte. O porta-voz não deu detalhes sobre a identidade da pessoa detida, mas, neste domingo à tarde, a Promotoria confirmou que se trata da irmã da desaparecida.

A mulher é suspeita de "ter assassinado a sua irmã no ano 2000 ou 2001 e de ter escondido o cadáver no congelador que se encontrava em um corredor, no andar debaixo da casa, detalhou um comunicado da Polícia. Segundo o site de informação regional eMedjimurje, o corpo foi encontrado na casa onde morava a irmã da vítima com o marido e três crianças.

O pai de Jasmina Dominic, falecido há alguns anos, declarou em 2011 à imprensa que sua filha lhe havia dito em 2000 que iria trabalhar em um cruzeiro e que também planejava morar em Paris. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.