Conflito EUA considera 'farsa' permitir que Venezuela presida Conferência sobre Desarmamento

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 15/02/2019 13:02 Atualizado em:

Foto: Reprodução/Internet
Foto: Reprodução/Internet
Os Estados Unidos pediram nesta sexta-feira (15) para evitar que a Venezuela assuma a presidência rotativa da Conferência sobre Desarmamento (CD), descrevendo como "farsa" que um representante do presidente Nicolás Maduro esteja à frente da organização. 

O embaixador dos EUA, Robert Wood, dirigiu-se à CD, com sede em Genebra, e disse: "Quero expressar a clara oposição de meu governo a um representante do regime de Maduro que ocupa o lugar reservado à Venezuela". 

De acordo com a versão escrita do comunicado do embaixador, ele rejeita a presunção venezuelana da presidência pro tempore da CD no fim de maio, após o término da presidência americana. 

"Um representante do antigo regime de Maduro presidir este organismo respeitável seria uma farsa", disse Wood.

A CD é um fórum de negociação sobre desarmamento multilateral, que realiza três sessões por ano.

Wood alertou que permitir que o representante de Maduro assuma a presidência do fórum "enfraqueceria ainda mais a credibilidade da CD", depois que a Síria assumiu a presidência no ano passado, apesar dos protestos de Washington e de outros países. 

Vários diplomatas defenderam a Venezuela, inclusive o sírio, que acusou os Estados Unidos de usar a CD como "refém" de sua agenda política. 

A representação cubana também defendeu a Venezuela e acusou Washington de criar um "circo político". Cuba lembrou que existe um "princípio que é a não interferência nos assuntos dos Estados" e que pode se argumentar que "o único país que usou uma arma nuclear no mundo não deveria ser um membro dessa comissão". 

Os Estados Unidos estão entre os 50 países que reconheceram o líder da oposição Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.