série El Chapo cumprimenta com sorriso ator que o interpreta em 'Narcos'

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 28/01/2019 22:00 Atualizado em: 28/01/2019 22:10

Foto: Mario Guzman/ Agência Lusa
Foto: Mario Guzman/ Agência Lusa

Os jornalistas que cobrem o julgamento de Joaquín "Chapo" Guzmán em Nova York não podem falar com ele, nem ouvir sua versão dos fatos. Mas nesta segunda-feira (28), ao menos, conseguiram declarações do ator que interpreta o chefão do tráfico de drogas na série "Narcos".

Em um claro caso de justaposição entre realidade e ficção, o ator mexicano Alejandro Edda, de 34 anos, que interpretou o ex-chefe de Sinaloa na bem-sucedida série da Netflix, esteve presente no julgamento no tribunal federal do Brooklyn e cumprimentou o acusado e sua esposa, Emma Coronel.

Ao entrar na sala, um jornalista apresentou a Edda o advogado de El Chapo, Eduardo Balarezo, e este explicou ao acusado quem era. El Chapo, sentado a poucos metros de distância, lhe deu um grande sorriso.

Foto: Netflix/Divulgação
Foto: Netflix/Divulgação

Edda disse a jornalistas que quis ir ao julgamento para conseguir "informações" quando soube que este era aberto a qualquer cidadão. "A minha intenção como ator é dar veracidade ao meu personagem (...) Vim estudar um homem que, de certa forma, é como um mito, uma lenda", afirmou Edda, que mora no México.

"Fiquei nervoso quando (El Chapo) me viu e me cumprimentou de longe. Foi intimidante de certa maneira, o vi (...) muito atento, o vi focado, sinto que está muito concentrado em tudo o que está acontecendo, muito presente e o vejo bem de saúde", disse o ator. 

Edda disse que tem "sentimentos mistos" em relação a El Chapo e seu processo. 

"Como ator, estou pesquisando sobre um ser humano (...) Me fixo nos trejeitos, em seu olhar, em como mexe em seu rosto. Humanamente é forte, é triste, sente que é todo o poder dos Estados Unidos contra uma só pessoa. Ele não fala inglês, sinto que está, de certa forma, preso em um lugar alheio", indicou.

"Mas, falando como mexicano, este senhor deve pagar por seus crimes. Há muitas pessoas, milhares, que morreram por causa do tráfico de drogas", acrescentou Edda, que, no entanto, se questiona se El Chapo não será "um fantoche em tudo isso".

El Chapo é acusado de traficar mais de 155 toneladas de cocaína e outras drogas para os Estados Unidos por 25 anos. Se for considerado culpado, poderá ser condenado à prisão perpétua. 

O julgamento está na reta final. Estima-se que o governo acabará de apresentar todas as provas esta semana e, então, será a vez da defesa. Embora seja possível que El Chapo testemunhe, não é o mais provável.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.