diplomacia EUA acusam Huawei de fraude, dias antes de diálogo sobre comércio com China

Por: AE

Publicado em: 28/01/2019 20:07 Atualizado em:

Foto: WANG ZHAO/AFP
Foto: WANG ZHAO/AFP
O governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, apresentou uma série de ações - inclusive acusações criminais - contra a chinesa Huawei Technologies. Trata-se da mais recente medida americana contra a empresa, dias antes da retomada do diálogo sobre comércio com a China.

Nos casos revelados hoje, promotores federais acusaram a Huawei de violar sanções dos EUA contra o Irã e de roubar segredos comerciais de um parceiro de negócios americano, apresentando a empresa como uma violadora em série de leis americanas e das práticas de negócios globais.

A ação americana contra a Huawei desagrada o governo chinês. Nas últimas semanas, uma série de cidadãos estrangeiros foi detida no país por suspeita de ameaça à segurança nacional, no que analistas veem como retaliação. Autoridades chinesas negam qualquer vínculo entre as prisões e o caso da empresa.

Os EUA alegam que a Huawei, sua diretora financeira e outros funcionários trabalharam durante anos para enganar vários bancos globais e o governo americano sobre seus negócios com o Irã. A Huawei e duas afiliadas foram acusadas de fraude bancária, violação das sanções e conspiração para obstruir a justiça. Os EUA acusaram também a diretora financeira da companhia, Meng Wanzhou, filha do fundador da Huawei, Ren Zhengfei.

Os EUA revelaram ainda acusações em separado contra a Huawei por roubar informações da T-Mobile US. A Huawei tem negado as acusações.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.