desaparecimento Em áudio, Sala relatou medo do avião. 'Parece estar caindo aos pedaços'

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 23/01/2019 08:59 Atualizado em: 23/01/2019 09:02

Sala, de 28 anos, viajava na segunda-feira para Cardiff, a cidade galesa do clube da Premier League para o qual tinha acabado de ser transferido. Foto: Jean-Francois Monier/AFP
Sala, de 28 anos, viajava na segunda-feira para Cardiff, a cidade galesa do clube da Premier League para o qual tinha acabado de ser transferido. Foto: Jean-Francois Monier/AFP
As esperanças de encontrar com vida o jogador argentino Emiliano Sala diminuíram ao longo dessa terça-feira (22/1), na medida em que não foram encontrados indícios do pequeno avião em que viajava e que desapareceu na segunda-feira à noite no Canal da Mancha.

A polícia anunciou, por volta das 15h (horário de Brasília), a interrupção das operações de busca, centradas no ponto onde a aeronave desapareceu dos radares, cerca de vinte quilômetros ao norte da ilha britânicoa de Guernesey.

"Não encontramos nenhum indicio das pessoas que estavam a bordo. Se caíram na água, as chances de sobrevivência são, a essa altura, infelizmente, escassas", indicou a polícia em sua conta no Twitter, explicando que as buscas serão retomadas na quarta-feira, quando amanhecer.

Sala, de 28 anos, viajava na segunda-feira para Cardiff, a cidade galesa do clube da Premier League para o qual tinha acabado de ser transferido, deixando a equipe francesa do Nantes, onde jogava até agora.

"Infelizmente, tememos o pior", declarou à AFP John Fitzgerald, diretor-geral da agência de socorro marítimo Channel Islands Airsearch.

"É desesperador"
O alerta foi dado às 18h20 (horário de Brasília) de segunda-feira à noite pelo controle aéreo de Jersey, indicando que um pequeno avião de turismo monomotor Pier PA-46 Malibu havia desaparecido de seu radar.

Segundo os controladores aéreos, o avião, que voava em um primeiro momento a 5.000 pés, teria solicitado descer a 2.300 pés, quando o contato foi perdido.

As buscas para encontrar o avião que levava duas pessoas foi interrompida à noite pelas difíceis condições meteorológicas. Nenhuma pista da aeronave foi encontrada.
O rastreamento do avião foi retomado nesta terça às 6h (horário de Brasília), comandado pela guarda costeira de Guernesey, com meios britânicos e franceses.

Autor de 12 gols com o Nantes na primeira metade da temporada, o jogador foi transferido para o Cardiff por uma quantia recorde para o clube galês de 17 milhões de euros.

"Estamos muito preocupados pelas últimas notícias, com Emiliano Sala. Esperamos uma confirmação antes de poder falar mais sobre o assunto", disse o presidente do Cardiff, Mehmet Dalman.

A contratação de Sala tinha como objetivo salvar o modesto Cardiff, atual 18º colocado da Premier League, na zona de rebaixamento.

Foto: AFP
Foto: AFP


Na segunda-feira, Sala havia ido ao centro de treinamento do Nantes, que nesta terça adiou sua partida da Copa da França de quarta devido ao desaparecimento, para recuperar seus últimos objetos pessoais. A conta do Twitter do clube publicou uma foto do atacante rodeado de seus antigos companheiros.

"É desesperador, não dá para acreditar. Não sei de nada. Ninguém me ligou (dos clubes), soube pela imprensa. Eu falei com ele no domingo", disse o pai do jogador à imprensa argentina.

Segundo mensagem de voz atribuída a Sala e reproduzida pela imprensa argentina (ouça abaixo), o atacante teria confessado a seus amigos preocupação com as condições do aparelho: "Estou aqui em cima em um avião que parece estar caindo aos pedaços, indo para Cardiff".

"Se em uma hora e meia não tiverem notícias minhas, não sei se vão mandar alguém me buscar, porque não vão me encontrar, mas já sabem. Papai! Que medo eu tenho", teria dito Sala em mensagem no Whatsapp.

No Bordeaux pelo Projeto Crescer
Sala foi revelado pelo Bordeaux, onde chegou ainda adolescente através do Projeto Crescer, a escola de futebol criada pelo clube francês na província de Córdoba, na Argentina.

Cedido a diferentes clubes (Orléans, Niort e Caen), marcou gols mas não chegou a se firmar nas equipes, sendo vendido em 2016 ao Nantes por um milhão de euros.

Em Haillan, o centro de treinamento do Bordeaux, havia nesta terça-feira um sentimento de tristeza. O meia argentino Valentín Vada, a quem Sala considerava como um irmão caçula, escreveu no Twitter: "Vamos, meu irmão! Reapareça por favor!".

Centenas de torcedores do Nantes se reuniram nesta terça-feira e fizeram uma homenagem improvisada ao jogador, colocando velas, flores, cachecóis e uma bandeira argentina em uma praça central.
 
O jogador de 1,87 metro de altura havia assinado um contrato com o Cardiff por três temporadas e meia.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.