Oriente médio Israel diz ter encontrado todos os túneis do Hezbollah A entrada do último túnel encontrado fica na localidade libanesa de Ramyeh, a 800 metros do território israelense

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 13/01/2019 10:18 Atualizado em:

O Exército israelense garantiu, neste domingo (13), ter descoberto todos os túneis escavados pelo Hezbollah libanês para realizar incursões em seu território e anunciou o fim, em breve, dessa operação iniciada em dezembro.

"Encontramos outro túnel de ataque do Hezbollah [o sexto] sob a fronteira entre Líbano e Israel", disse à imprensa o porta-voz do Exército, tenente-coronel Jonathan Conricus.

"Segundo nossa avaliação, não há mais túneis transfronteiriços", afirmou.

A entrada do último túnel encontrado fica na localidade libanesa de Ramyeh, a 800 metros do território israelense.

Trata-se do túnel mais profundo, "mais longo e mais completo" dos seis descobertos pelo Exército, avaliou o porta-voz, acrescentando que tem 55 metros de profundidade e se estende por dezenas de metros no subsolo israelense.

Em 4 de dezembro, o Exército israelense lançou a operação "Escudo do Norte" na fronteira libanesa para localizar e destruir os túneis de infiltração do Hezbollah.

De acordo com as autoridades de Israel, esses túneis seriam usados para sequestrar, ou assassinar, soldados e civis israelenses e tomar uma faixa do território israelense em caso de conflito.

"Atingimos o objetivo inicial", que consistia em descobrir e destruir os túneis, declarou o tenente-coronel, anunciando que o último túnel encontrado será destruído nos próximos dias.

Os túneis encontrados anteriormente foram destruídos com explosivos, ou selados com materiais impermeáveis.

Israel afirmou que todas as intervenções de seu Exército aconteceram em seu território desde o início da operação na fronteira de 80 quilômetros.

O Exército segue vigiando "instalações" escavadas pelo Hezbollah em território libanês, frisou Conricus.

Os responsáveis pela Força da ONU no Líbano (Finul) foram informados da descoberta do último túnel, completou o porta-voz.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.