Migração Mais de 300 migrantes socorridos por ONG chegam à Espanha Rejeitado por Itália e Malta, o navio da ONG espanhola Proactiva Open Arms entrou na baía de Gibraltar e atracou no município de San Roque

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 28/12/2018 08:50 Atualizado em:

Foto: AFP
Foto: AFP
 
 
Mais de 300 migrantes socorridos na semana passada na costa líbia por uma ONG espanhola chegaram nesta sexta-feira ao sul da Espanha, onde começaram a desembarcar após uma travessia pelo mar Mediterrâneo

Rejeitado por Itália e Malta, o navio da ONG espanhola Proactiva Open Arms entrou às 8H30 locais (5H30 de Brasília) na baía de Gibraltar e atracou meia hora depois no porto de Crinavis, município de San Roque.

Depois de uma viagem que fez com que o grupo celebrasse o Natal em alto-mar, os migrantes gritaram e aplaudiram quando chegaram ao porto.

"Missão cumprida", tuitou o fundador da ONG, Oscar Camps.

"São pessoas, não apenas as crianças, os adultos também, com histórias de origem e de trânsito realmente horríveis", disse Vicente Raimundo, diretor de Programas de Intervenção na Espanha da ONG Save the Children.

Às 10H30 locais, os 311 migrantes, originários da Somália, Nigéria, Mali e outros países, iniciaram o desembarque, começando pelas mulheres e os 139 menores de idade a bordo.

A Cruz Vermelha oferecerá roupas, alimentação e assistência médica. Depois serão identificados pela polícia e enviados para diferentes centros de abrigo.

Resgatados no dia 21 de dezembro a bordo de três embarcações precárias, os migrantes foram autorizados no sábado a desembarcar na Espanha pelo governo do primeiro-ministro socialista Pedro Sánchez, depois que foram rejeitados por Itália e Malta e do silêncio de Líbia, França e Tunísia.

Apesar de não ter disponibilizado seus portos, Malta permitiu o transporte de helicóptero de uma mulher e um bebê nascido poucos dias antes da travessia em uma praia líbia. A Itália aceitou receber um menor de idade na ilha de Lampedusa.

Após a autorização de Madri, os migrantes fizeram uma viagem de uma semana até a Espanha, durante a qual festejaram o Natal a bordo, de acordo com as fotos publicadas pela ONG.

Outra embarcação da organização, o veleiro "Astral", reabasteceu o navio na segunda-feira em alto-mar, com alimentos, remédios e cobertores.

No fim de novembro, a Proactiva Open Arms retomou com outras duas ONGs as missões de resgate na costa líbia libia, suspensas durante dois meses pela "criminalização" sofrida particularmente na Itália, por determinação do ministro do Interior do país, o político de extrema-direita Matteo Salvini.

Outro navio da missão, da ONG alemã Sea-Watch, navega atualmente perto da Líbia com 32 migrantes resgatados em 22 de dezembro que, segundo a organização, foram rejeitados por Itália, Malta, Espanha, Holanda e Alemanha.

Depois de aproximar-se de Malta e de Lampedusa na terça-feira, a embarcação mudou a rota na quinta-feira para o sul, para socorrer uma embarcação com 75 pessoas.

Também na quinta-feira uma embarcação da polícia alfandegária italiana socorreu a 43 migrantes que desembarcaram em um porto da Sicília. 

Embora as autoridades tenham optado pela discrição sobre o desembarque, que contradiz a política de Salvini, a Cruz Vermelha divulgou as imagens da chegada em suas redes sociais.

bur-mg/dbh/me/fp


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.