Armamento Putin acompanha testes com novo míssil hipersônico O presidente da Rússia definiu como "um novo tipo de arma estratégica" e que até 2019 "entrará em serviço nas Forças Armadas%u201D

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 26/12/2018 12:44 Atualizado em:

Foto: AFP
Foto: AFP

O presidente russo, Vladimir Putin, comemorou nesta quarta-feira o sucesso dos testes de um novo míssil hipersônico e a chegada de uma "nova arma estratégica" para o arsenal russo.

"A Rússia tem uma nova arma estratégica", disse Putin durante uma reunião do governo em Moscou.

Em março, o chefe de Estado russo orgulhosamente apresentou uma nova geração de armas que ele chamou de "mísseis invencíveis". 

Naquela ocasião, Putin havia mencionado dispositivos hipersônicos capazes, segundo ele, de atingir 20 vezes a velocidade do som e superar os sistemas de defesa antiaérea.

De acordo com o serviço de imprensa do Kremlin, o presidente russo foi a um centro militar da capital para ordenar o lançamento de um míssil hipersônico.

O dispositivo, chamado "Avangard", saiu do sul da Rússia e atingiu seu alvo a 4 mil quilômetros de distância, na península de Kamchatka (Extremo Oriente), segundo o Kremlin.

"Seguindo minhas instruções, o ministério da Defesa preparou e executou o teste final desse sistema, que acaba de ser alcançado com total sucesso", disse Putin durante uma reunião com os membros do governo.

Esta declaração é feita após o anúncio em outubro do presidente americano Donald Trump de sua intenção de retirar seu país do tratado INF que proíbe o desenvolvimento de armas nucleares de alcance intermediário.

Putin advertiu que, se os Estados Unidos se retirarem do tratado, a Rússia retomaria a fabricação de armas proibidas por este tratado concluído entre os dois países em 1987.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.