separação Brexit sem acordo terá impacto "severo" na Irlanda Em um plano de contingência de 133 páginas, o Executivo da República da Irlanda afirma que o país precisará implementar imediatamente políticas de gestão de crise e aprovar 45 textos legislativos, o que paralisaria todos os outros trabalhos do Parlamento

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 20/12/2018 11:17 Atualizado em:

Foto: Tolga Akmen / AFP
Foto: Tolga Akmen / AFP
Um Brexit sem acordo irá prejudicar gravemente todos os setores da economia irlandesa, anunciou o governo de Dublin, que, como Londres e Bruxelas, intensificou os preparativos para a eventualidade de o Reino Unidos deixar a União Europeia brutalmente.

Em um plano de contingência de 133 páginas, o Executivo da República da Irlanda afirma que o país precisará implementar imediatamente políticas de gestão de crise e aprovar 45 textos legislativos, o que paralisaria todos os outros trabalhos do Parlamento.  "Para a Irlanda, um Brexit sem acordo poderia ter severas repercussões macroeconômicas, comerciais e setoriais", ressalta o governo.

Segundo este documento, a Irlanda seria o país membro da União Europeia que seria mais atingido se o Reino Unido deixar o bloco sem um acordo com os 27. "O Brexit tem o potencial de afetar todos os setores econômicos: fluxos de comércio, cadeias de suprimento, operações econômicas e de negócios, mercado de trabalho e gastos do consumidor", acrescenta o texto.

Entre os setores que sofreriam mais pressões, Dublin cita o agronegócio, a pesca, transporte aéreo e rodoviário, indústria farmacêutica, maquinário elétrico e vendas no atacado e no varejo.
 
A única fronteira terrestre da República da Irlanda é com o Reino Unido, com exceção de Gibraltar com a Espanha, e uma das questões mais complicadas durante as negociações do Brexit é encontrar uma maneira de mantê-la aberta para evitar o enfraquecimento do Acordo de Paz de 1998 que encerrou 30 anos de conflito sangrento na Irlanda do Norte.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.