argentina Macri defende restauração da democracia na Venezuela O presidente argentino disse que os líderes precisam atuar para ajudar os venezuelanos para que %u201Cescapem da fome, violência e falta de oportunidades, além da repressão do governo%u201D

Por: AE

Publicado em: 18/12/2018 15:03 Atualizado em:

Foto: Arquivo / Agência Brasil
Foto: Arquivo / Agência Brasil
O presidente da Argentina, Mauricio Macri, defendeu hoje (18) a "restauração da democracia na Venezuela", durante a 53ª reunião plenária da cúpula de líderes dos países membros do Mercosul, em Montevidéu, no Uruguai. Para ele, é necessário reagir ao que define de “crise humanitária” na região.

O argentino disse que os líderes precisam atuar para ajudar os venezuelanos para que “escapem da fome, violência e falta de oportunidades, além da repressão do governo”.

"[É preciso] trabalhar para a libertação dos presos políticos, o respeito pelos direitos humanos e a restauração da democracia na Venezuela", afirmou Macri referindo-se ao governo do presidente venezuelano, Nicolás Maduro.

Macri assumiu a presidência pro-tempore (temporária) do Mercosul, que reúne Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai, além da Venezuela, que está suspensa temporariamente. Segundo ele, é preciso “apostar” no bloco do Cone Sul e trabalhar em seu favor.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.