equador Acusada de corrupção, vice-presidente do Equador renuncia Na sua conta do Twitter, María Alejandra afirmou que não permitirá que as "presunções" contra ela sejam utilizadas para criar um "ambiente de instabilidade" no governo ou rumores que envolvem até a possibilidade de renúncia do próprio presidente, Lenín Moreno

Por: AE

Publicado em: 05/12/2018 10:03 Atualizado em:

O presidente do Equador, Lenín Moreno, e a vice-presidente, María Alejandra Vicuña, em foto de 13 de abril. Foto: Rodrigo Buendia/AFP
O presidente do Equador, Lenín Moreno, e a vice-presidente, María Alejandra Vicuña, em foto de 13 de abril. Foto: Rodrigo Buendia/AFP
A vice-presidente do Equador, María Alejandra Vicuña, renunciou nesta terça-feira (4/11) após forte pressão em razão de denúncias de corrupção relacionadas à cobrança ilegal de doações de um ex-assessor, quando era deputada entre 2011 e 2013. 

Na sua conta do Twitter, María Alejandra afirmou que não permitirá que as "presunções" contra ela sejam utilizadas para criar um "ambiente de instabilidade" no governo ou rumores que envolvem até a possibilidade de renúncia do próprio presidente, Lenín Moreno.

O anúncio da renúncia foi feito um dia depois de Moreno a afastar temporariamente das funções como vice-presidente para se defender na Justiça das acusação e após ela negar taxativamente que deixaria o posto. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.