energia Catar abandonará a OPEP em 2019 A saída é para que o país possa se concentrar em planos de ampliar sua produção de gás natural

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 03/12/2018 08:25 Atualizado em:

Segundo al-Kaabi, a Opep já foi informada da decisão. Foto: Karim Jaffar/AFP
Segundo al-Kaabi, a Opep já foi informada da decisão. Foto: Karim Jaffar/AFP
O Catar vai abandonar a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) em 2019, anunciou nesta segunda-feira o novo ministro da Energia do país, Saad Al Kaabi. "O Catar decidiu deixar de ser membro da OPEP a partir de janeiro de 2019", declarou Kaabi em uma entrevista coletiva em Doha. Ele explicou que a organização foi informada sobre a decisão nesta segunda-feira.

O Catar continuará produzindo petróleo, mas se concentrará na produção de gás. O emirado do Golfo é o maior exportador mundial de gás natural liquefeito. "Não temos muito potencial (no petróleo), somos realistas. Nosso potencial é o gás", disse Kaabi. O Catar é membro da OPEP desde 1961. 

As bases da organização foram estabelecidas em 1960, graças sobretudo à iniciativa da Arábia Saudita, que atualmente domina o cartel de 15 membros. A Arábia Saudita rompeu relações diplomáticas com o Catar em junho de 2017, pois acusa o país de dar refúgio a pessoas e organizações hostis aos sauditas.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.