Investigação Polícia israelense recomenda indiciamento de Netanyahu em mais um processo O primeiro-ministro nega ter cometido qualquer irregularidade e refutou as acusações ao descrever o caso como uma caça as bruxas orquestrada pela mídia

Por: AE

Publicado em: 02/12/2018 09:58 Atualizado em:

A polícia de Israel recomendou neste domingo que o primeiro-ministro do país Benjamin Netanyahu seja indiciado em mais um caso de corrupção envolvendo a Bezeq, empresa de telecomunicações local. Segundo as autoridades existem evidências para acusar Netanyahu e sua esposa Sara de fraude, quebra de confiança e de recebimento de suborno. 

Os investigadores apuram suspeitas de que fontes próximas de Netanyahu promoveram regulamentações no valor de milhões de dólares em favor da Bezeq em troca de uma cobertura positiva sobre o primeiro-ministro no site de notícias da empresa, Walla.

A polícia já recomendou o indiciamento de Netanyahu por corrupção em outro dois casos, um por aceitar presentes de amigos bilionários e o segundo sobre a troca de cobertura positiva da mídia por uma legislação mais vantajosa para um jornal. 

O primeiro-ministro nega ter cometido qualquer irregularidade e refutou as acusações ao descrever o caso como uma caça as bruxas orquestrada pela mídia. 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.