trump EUA tomam ações contra Cuba, Venezuela e Nicarágua, a 'troika da tirania' O departamento de Estado acrescentou uma série de empresas ligadas a militares ou a serviços de inteligência cubanos na ilha à lista de empresas com restrições nos Estados Unidos

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 01/11/2018 14:53 Atualizado em:

Foto: Reprodução / Pixabay
Foto: Reprodução / Pixabay
O conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, John Bolton, denunciou nesta quinta-feira Cuba, Venezuela e Nicarágua como a "troika da tirania" e disse que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, vai tomar "ações diretas contra esses três regimes". 
 
"Sob a liderança do presidente Trump, os Estados Unidos tomarão ações diretas contra esses três regimes para defender o estado de direito, a liberdade e a mínima decência humana em nossa região", declarou durante discurso em Miami.

Entre as medidas tomadas, o departamento de Estado acrescentou uma série de empresas ligadas a militares ou a serviços de inteligência cubanos na ilha à lista de empresas com restrições nos Estados Unidos.

"O departamento de Estado acrescentou várias entidades, pertencentes ou controladas pelos militares cubanos ou pelos serviços de inteligência, à lista de entidades cujas transações financeiras são proibidas para pessoas nos Estados Unidos", segundo Bolton.

Ainda segundo Bolton, Trump assinou um decreto com novas sanções contra a Venezuela.

"Hoje estou muito orgulhoso de compartilhar que o presidente Trump assinou um decreto executivo para impor novas e duras sanções contra a Venezuela", afirmou o conselheiro da Casa Branca para Segurança Nacional.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.