Atentado Procurador-geral dos EUA diz que vai registrar crimes de ódio contra atirador Em uma declaração, Sessions disse que os assassinatos foram "repreensíveis e totalmente repugnantes aos valores desta nação".

Por: Estadão Conteúdo - Estadão Conteúdo

Publicado em: 27/10/2018 19:00 Atualizado em:

O procurador-geral dos Estados Unidos, Jeff Sessions, afirmou que o Departamento de Justiça (DoJ) pretende registrar crimes de ódio e outras queixas contra Robert Bowers, acusado de um tiroteio em uma sinagoga de Pittsburgh que matou 11 pessoas, neste sábado.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.