Como solução Trump defende pena de morte para evitar massacres com armas de fogo O presidente afirmou que a presença de um guarda armado no templo teria servido para evitar a tragédia com arma de fogo ocorrida neste sábado, na Pensilvânia

Por: Agência Brasil

Publicado em: 27/10/2018 16:20 Atualizado em: 27/10/2018 17:16

FOTO: AFP PHOTO / Nicholas Kamm (FOTO: AFP PHOTO / Nicholas Kamm)
FOTO: AFP PHOTO / Nicholas Kamm
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, defendeu hoje (27) a pena de morte para evitar massacres com armas de fogo como o ocorrido neste sábado, em uma sinagoga na Pensilvânia.
 
"Deveríamos trabalhar para fortalecer as leis relacionadas com a pena de morte", disse o presidente. "Tantos incidentes, em igrejas...[os agressores] deveriam pagar com a pena capital", acrescentou Trump. em conversa com um grupo de jornalistas antes de partir para Indiana, onde deve participar de um evento agrícola.

Além disso, o presidente considerou que, apesar das medidas de segurança com as quais contava a sinagoga da Congregação da Árvore da Vida, a presença de um guarda de segurança armado evitaria que pessoas, "além" do agressor, fossem vitimadas.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.