Oriente Médio Filho de jornalista assassinado deixa a Arábia Saudita Jamal Khashoggi, jornalista crítico do regime saudita no jornal Washington Post, foi assassinado no consulado saudita em Istambul, onde foi buscar documentos para poder se casar

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 25/10/2018 14:19 Atualizado em:

Salah cumprimenta o príncipe da Arábia Saudita Mohammed bin Salman. Foto: HANDOUT / SPA / AFP
Salah cumprimenta o príncipe da Arábia Saudita Mohammed bin Salman. Foto: HANDOUT / SPA / AFP
O filho do jornalista saudita Jamal Khashoggi deixou seu país com sua família rumo aos Estados Unidos, depois que o governo suspendeu a proibição de viagens, anunciou na quinta-feira a Human Rights Watch (HRW).

"Salah e sua família estão a bordo de um avião com destino a (Washington DC) no momento", disse à AFP Sarah Leah Whitson, diretora executiva da HRW para o Oriente Médio e Norte da África.

As autoridades sauditas não reagiram por enquanto, mas Whitson explicou que a viagem foi aparentemente autorizada depois que a proibição de deixar o país que pesava sobre Salah foi suspensa.

Jamal Khashoggi, jornalista crítico do regime saudita e colunista do jornal Washington Post, foi assassinado em 2 de outubro no consulado saudita em Istambul, onde foi buscar documentos para poder se casar.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.