turquia Presidente turco diz que não permitirá que 'assassinos' de Khashoggi escapem da Justiça Para Erdogan, o colunista do Washington Post, de 59 anos, foi vítima de um "selvagem assassinato" premeditado

Por: AE

Publicado em: 24/10/2018 12:03 Atualizado em:

Foto: Reprodução/Wikimedia Commons
Foto: Reprodução/Wikimedia Commons
O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, disse nesta quarta-feira que seu governo está determinado a não permitir que "os responsáveis pelo assassinato" do jornalista saudita Jamal Khashoggi escapem da Justiça.

Erdogan, que falou durante simpósio em Ancara, na capital turca, também prometeu que a Turquia irá compartilhar de "forma transparente" quaisquer novas evidências que obtiver durante a investigação sobre o assassinato.

A Arábia Saudita alega que Khashoggi, crítico da família real saudita, foi morto no último dia 2, no consulado saudita em Istambul, em uma briga com agentes enviados para persuadi-lo a retornar para seu país.

Para Erdogan, o colunista do Washington Post, de 59 anos, foi vítima de um "selvagem assassinato" premeditado.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.