holanda Holanda expulsa 4 russos acusados de planejar ciberataque contra a OPAQ O ministro afirmou em uma entrevista coletiva que um laptop pertencente a um dos agentes tinham conexões com Brasil, Suíça e Malásia

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 04/10/2018 09:03 Atualizado em: 04/10/2018 09:31

Foto: Bart Maat / ANP / AFP
Foto: Bart Maat / ANP / AFP
O serviço de inteligência da Holanda frustrou um ciberataque russo contra a Organização para a Proibição das Armas Químicas (OPAQ), que tem sede em Haia, e expulsou quatro agentes russos, anunciou nesta quinta-feira (4/10) o ministro da Defesa, Ank Bijleveld.

O ministro afirmou em uma entrevista coletiva que um laptop pertencente a um dos agentes tinha conexões com Brasil, Suíça e Malásia. Em relação a este último país, o conteúdo era relacionado com a investigação do voo MH17 da companhia Malaysia Airlines, derrubado por um míssil em 2014 no leste da Ucrânia, explicou Bijleveld.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.