Polêmica Tribunal marca novo julgamento por suposto plágio de Stairway to Heaven Música da banda britânica Led Zeppelin está, mais uma vez, na mira da justiça. O Tribunal de Apelações de San Francisco considerou que a decisão de um tribunal em 2016 foi afetada por vícios de procedimento

Por: Correio Braziliense - Correio Braziliense

Publicado em: 29/09/2018 16:31 Atualizado em: 29/09/2018 16:58

FOTO: Reprodução  (FOTO: Reprodução )
FOTO: Reprodução
O grupo britânico Led Zeppelin está mais uma vez na mira da justiça, depois que um tribunal americano ordenou um novo julgamento por suposto plágio de um trecho da famosa canção "Stairway to Heaven". O Tribunal de Apelações de San Francisco considerou na sexta-feira (28/9) que a decisão de um tribunal de primeira instância em 2016 foi afetada por vícios de procedimento.

A justiça não encontrou na ocasião nenhuma prova para determinar que o Led Zeppelin havia copiado a introdução do clássico de 1971 de uma canção do grupo californiano Spirit, dos anos 1960.

Os dois principais nomes do Led Zeppelin, o cantor Robert Plan e o guitarrista Jimmy Page, eram acusados de plagiar a melodia de "Taurus", música instrumental do Spirit, na introdução de "Stairway to Heaven".

O guitarrista do Spirit, Randy Wolfe, que compôs "Taurus" em 1966, nunca apresentou uma ação judicial pela canção e morreu afogado em 1997. Mas por muito tempo afirmou a amigos e em artigos na imprensa que merecia um crédito como autor de "Stairway", ao chamar a canção de "roubo".

O administrador do patrimônio de Wolfe, Michael Skidmore, apresentou a ação em 2015, exigindo uma indenização por perdas e danos, além de uma menção como compositor para Wolfe pela participação na criação "da maior canção de rock".

Page e Plant negaram o plágio em 2016 e afirmaram que os acordes em disputa "existiam desde sempre". 

Mas o caso foi enviado para um novo julgamento por decisão do Tribunal de Apelações de San Francisco. A sentença de 37 páginas, após um recurso de Skidmore, destaca as falhas na primeira decisão de 2016.

O tribunal indicou que certas instruções apresentadas ao tribunal de primeira instância foram "equivocadas e prejudiciais" e que errou ao aceitar o argumento dos processados de que os elementos comuns na música não são protegidos por direitos autorais. 

O Led Zeppelin abriu shows para o Spirit quando a banda britânica fez sua estreia nos Estados Unidos em 26 de dezembro de 1968, em Denver.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.