Mundo

Ataque xenófobo contra imigrante no norte da Alemanha

Quando a vítima caiu no chão foi chutada e no final do ataque estava com o nariz quebrado e hematomas no rosto e nas costas

Um imigrante foi vítima de insultos xenófobos e de uma surra dada por três pessoas em Wismar, no norte da Alemanha, na noite desta quarta-feira(29), em um contexto de manifestações da extrema direita contra estrangeiros no país, informou a polícia.

A vítima, um homem de 20 anos cuja nacionalidade não foi informada, caminhava de volta para casa quando "foi parado por três homens que falavam alemão, que o insultaram de maneira xenófoba", revelou a polícia de Macklemburgo-Pomerânia-Ocidental.

Dois homens atingiram a vítima no rosto e o terceiro "o atingiu no ombro e nas costas com uma corrente de ferro".

Quando a vítima caiu no chão foi chutada e no final do ataque estava com o nariz quebrado e hematomas no rosto e nas costas, segundo a polícia, que investiga o caso.

Na noite de segunda-feira, 6 mil partidários da extrema direita se concentraram na cidade de Chemnitz, no leste, onde um alemão branco de 35 anos foi morto em uma briga supostamente envolvendo um sírio e um iraquiano.

No domingo, quase mil pessoas participaram de outra manifestação ilegal da extrema direita ligada à morte do alemão em Chemnitz.

A chanceler alemã Angela "Merkel deve partir", gritavam os manifestantes em Chemnitz agitando bandeiras da Alemanha e do partido de extrema direita AfD. "Detenham os pedidos de asilo" e "Defender a Europa!" - diziam vários cartazes.

Merkel denunciou na segunda-feira uma "caçada coletiva" de imigrantes por parte de militantes de extrema direita na Alemanha após o incidente em Chemnitz.

Leia a notícia no Diario de Pernambuco
Loading ...