Violência Papa condena "atrocidades" de pedofilia nos Estados Unidos Mais de 1.000 crianças alegaram ter sido vítimas de abusos sexuais cometidos por padres

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 20/08/2018 08:06 Atualizado em:

"Embora possamos dizer que a maioria dos casos pertence ao passado, podemos constatar que as feridas infligidas não desaparecerão nunca" afirmou Francisco. Foto: Reprodução/Internet
"Embora possamos dizer que a maioria dos casos pertence ao passado, podemos constatar que as feridas infligidas não desaparecerão nunca" afirmou Francisco. Foto: Reprodução/Internet
O papa Francisco condenou nesta segunda-feira (20) "com força as atrocidades" cometidas na Pensilvânia, Estados Unidos, contra mais de 1.000 crianças por padres, em uma carta dirigida ao "Povo de Deus".

"Nos últimos dias foi publicado um relatório que detalha a experiência de pelo menos mil pessoas que foram vítimas de abusos sexuais, de abusos de poder e de consciência, cometidos por padres durante quase 70 anos", escreve o pontífice na carta divulgada pelo Vaticano.

"Embora possamos dizer que a maioria dos casos pertence ao passado, podemos constatar que as feridas infligidas não desaparecerão nunca, o que nos obriga a condenar com força estas atrocidades", completa Francisco.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.