Lei Dinamarca emite multa inédita a mulher por usar véu integral 'Na briga, lhe tiraram o niqab, mas quando chegamos, o tinha vestido de novo', afirmou Borchersen.

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 03/08/2018 21:42 Atualizado em:

Uma mulher de 28 anos, vestida com um niqab, se tornou nesta sexta-feira (3) a primeira pessoa multada na Dinamarca por usar véu integral em público, noticiou a imprensa.

A Polícia recebeu um alerta em um shopping center de Horsholm (nordeste do país), onde essa mulher brigou com outra que tentou tirar-lhe o niqab, tipo de véu integral que só deixa descobertos os olhos, informou uma autoridade policial, David Borchersen, à agência de notícias Ritzau.

"Na briga, lhe tiraram o niqab, mas quando chegamos, o tinha vestido de novo", afirmou Borchersen.

A Polícia tirou uma foto da mulher vestida com o niqab e obteve imagens das câmeras de segurança no momento do incidente.

A mulher foi informada de que receberia por correio uma multa de mil coroas (134 euros) e que devia tirar o véu ou deixar o espaço público. "Ela decidiu pela segunda opção", explicou Borchersen.

Desde 1º de agosto usar em público burca, niqab ou outros acessórios que tapem o rosto é punido na Dinamarca com sanções que vão até 10.000 coronas (1.340 euros).

Grupos de defesa dos direitos humanos criticaram a medida, enquanto seus defensores afirmam que ela facilitará a integração dos migrantes muçulmanos à sociedade dinamarquesa.

Na Europa, Bélgica, França, Alemanha e Áustria têm leis semelhantes.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.