Agradecimento Meninos da caverna da Tailândia participam de cerimônia budista Como aconselharam os psiquiatras, os garotos devem voltar à escola e recuperar uma vida normal o mais rápido possível

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 19/07/2018 08:35 Atualizado em:

Fizeram uma série de rituais para que tenham sorte e sejam felizes e também homenagearam o mergulhador tailandês que faleceu . Foto: Krit PHROMSAKLA NA SAKOLNAKORN / THAI NEWS PIX / AFP
Fizeram uma série de rituais para que tenham sorte e sejam felizes e também homenagearam o mergulhador tailandês que faleceu . Foto: Krit PHROMSAKLA NA SAKOLNAKORN / THAI NEWS PIX / AFP
Os 12 meninos e seu treinador de futebol que ficaram duas semanas presos em uma caverna na Tailândia participaram nesta quinta-feira de uma cerimônia em um templo budista depois que receberem alta médica na quarta.

Fizeram uma série de rituais para que tenham sorte e sejam felizes e também homenagearam o mergulhador tailandês que faleceu durante a complexa operação de resgate.

A participação nessa cerimônia budista no templo de Pha That Doi Wao, na fronteira com Mianmar, é a segunda aparição em público da equipe. As autoridades tailandesas pediram à imprensa que os deixe tranquilos por um mês.

Como aconselharam os psiquiatras, os garotos devem voltar à escola e recuperar uma vida normal o mais rápido possível.

Todos deixaram o hospital na quarta-feira. Em entrevista coletiva, contaram como sobreviveram sem comer, bebendo apenas água por nove dias, sem qualquer contato com o exterior. Os membros da equipe de futebol "Javalis Selvagens" ficaram presos em 23 de junho e saíram apenas em 10 de julho da caverna de Tham Luang, uma das maiores da Tailândia.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.