Imigração Aloysio Nunes vai aos EUA visitar crianças brasileiras em abrigos Atualmente há 58 crianças separadas dos pais em 16 abrigos

Por: Agência Brasil

Publicado em: 03/07/2018 20:13 Atualizado em:

Ministro participará de reuniões com vários representantes brasileiros (Foto: Evaristo Sá/AFP)
Ministro participará de reuniões com vários representantes brasileiros
O ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, viaja amanhã (4) para os Estados Unidos, na tentativa de buscar uma solução para o impasse que envolve filhos de brasileiros separados dos pais identificados como imigrantes ilegais. Em comunicado, o Itamaraty faz duras críticas à política migratória norte-americana e diz esperar a revogação das medidas adotadas recentemente.

O chanceler visitará as crianças e adolescentes que estão em abrigo da rede Heartland Alliance, em Chicago. O abrigo é um dos 16 locais de acolhimento, nos Estados Unidos, em que estão brasileiros. Nos dias 6 e 7, Aloysio Nunes se reúne em Chicago com 14 cônsules nos Estados Unidos, Canadá e México. 

Não há encontros agendados com autoridades norte-americanas. Nas conversas com os cônsules brasileiros, o chanceler quer discutir o apoio que tem sido prestado às crianças e aos adolescentes, assim como a assistência jurídica a pais e responsáveis “com vistas à recuperação da guarda e à reunificação familiar”.

No comunicado, o Itamaraty detalha como será a visita do chanceler aos Estados Unidos.

“A reunião de coordenação analisará com especial atenção os reflexos da atual política migratória do governo norte-americano para as comunidades brasileiras, em particular a situação dos menores que se encontram separados de seus pais ou responsáveis, em 16 abrigos nos Estados Unidos, uma prática em clara violação dos instrumentos internacionais de proteção às crianças e cuja anunciada revogação espera-se seja logo implementada.”

Participarão das reuniões os representantes do Brasil em Atlanta, Boston, Chicago, Hartford, Houston, Los Angeles, México, Miami, Montreal, Nova York, São Francisco, Washington, Toronto, Ottawa e Vancouver, além da Cidade do México.

De acordo com o Itamaraty, há mais de 1,6 milhão brasileiros que moram nos Estados Unidos, Canadá e México. O último balanço do governo do Brasil aponta para a existência de 58 crianças e adolescentes em 16 abrigos espalhados pelos Estados Unidos, principalmente em Chicago.

Na visita aos Estados Unidos, o chanceler deverá mencionar a política de assistência aos brasileiros no exterior que inclui iniciativas para ampliação do atendimento consular, reforço dos conselhos de cidadãos (brasileiros), enfrentamento à violência de gênero, apoio ao micro e pequeno empreendedor, educação de crianças e facilitação do exercício do direito ao voto no exterior.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.