economia Desemprego na zona euro cai para 8,4% em maio, o nível mais baixo em 9 anos Cerca de 13,6 milhões de homens e mulheres continuavam sem ter um trabalho em maio, entre eles, 2,3 milhões de jovens

Por: Estado de Minas

Publicado em: 02/07/2018 08:35 Atualizado em:

Alemanha é o país com um nível de desemprego mais baixo (3,4%) entre os 19 países da moeda única. Foto: Reprodução/Internet
Alemanha é o país com um nível de desemprego mais baixo (3,4%) entre os 19 países da moeda única. Foto: Reprodução/Internet

O desemprego na zona euro caiu para 8,4% em maio, um décimo a menos do que os 8,5% de abril - anunciou o Eurostat, o escritório europeu de estatísticas.

Depois dessa queda, o desemprego atinge seu nível mais baixo desde dezembro de 2008, quando se situou em 8,3%, depois subindo para 8,7% em janeiro de 2009.

Esta queda do desemprego melhora as previsões dos analistas entrevistados pelos serviços financeiros Factset, que haviam previsto que a taxa se manteria estável em relação a abril, em 8,5%.

O desemprego na eurozona não deixou de baixar desde setembro de 2016, quando se situou abaixo da barreira de 10%. Continua, porém, superior à média anterior à crise de 2008, quando se situava em 7,5%.

Cerca de 13,6 milhões de homens e mulheres continuavam sem ter um trabalho em maio, entre eles, 2,3 milhões de jovens.

Nos piores momentos da crise da dívida, o desemprego alcançou seu nível recorde na eurozona, a 12,1%, durante a primavera de 2013.

A Alemanha é o país com um nível de desemprego mais baixo (3,4%) entre os 19 países da moeda única, segundo o Eurostat.

Grécia (20,1%) e Espanha (15,8%) registraram os percentuais mais elevados em março. Entre os 28 países da União Europeia, a média do desemprego foi de 7% em maio, o mesmo nível que em abril.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.