Guerra Cinco civis morrem em bombardeio contra hospital no sul da Síria Família síria se abriga sob a estrutura de um prédio vazio em Daraa, após dias de bombardeios intensificados das forças do regime sírio

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 24/06/2018 13:01 Atualizado em:

Cinco civis morreram neste domingo em um ataque aéreo contra territórios rebeldes no sul da Síria, que atingiu um hospital, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), que atribuiu os bombardeios no leste da província de Deraa à aviação militar russa, aliada de Damasco.

Na última terça-feira, as tropas do governo intensificaram os bombardeios no setor. O sul da Síria continua sob controle dos rebeldes, principalmente a província de Deraa. Na região, que faz fronteira com a Jordânia e as Colinas de Golã, em grande parte ocupadas por Israel, regia desde julho de 2017 um cessar-fogo negociado por Moscou, Washington e Amã.

"Cinco civis morreram nos ataques aéreos de aviões russos contra localidades no leste de Deraa", disse o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman. Em uma destas localidades, Al Herak, os bombardeios atingiram um dos hospitais, assinalou.

Os rebeldes respondem com disparos de artilharia na direção das regiões controladas pelo regime, e uma menina morreu hoje por causa destes ataques na cidade de Sueida, segundo a agência oficial Sana.

De acordo com a ONU, as operações do regime no sul colocam em risco mais de 750 mil civis.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.