Julgamento Iraque condena à prisão perpétua francesa integrante do Estado Islâmico Boughedir, que foi detida na cidade de Mossul, no norte do país, no ano passado, compareceu ao tribunal com sua filha de dois anos. Ela foi representada por três advogados

Por: AE

Publicado em: 03/06/2018 15:14 Atualizado em:

Uma mulher francesa foi condenada no Iraque à prisão perpétua por integrar o grupo terrorista Estado Islâmico.

Melina Boughedir, de 28 anos, foi inicialmente sentenciada a seis meses de prisão por entrar ilegalmente no país, mas o tribunal impôs uma sentença mais dura neste domingo, após promotores apresentarem novas provas, incluindo fotos de seu marido francês posando com combatentes do EI. A ré pode recorrer do veredicto.

Boughedir, que foi detida na cidade de Mossul, no norte do país, no ano passado, compareceu ao tribunal com sua filha de dois anos. Ela foi representada por três advogados.

O Iraque deteve milhares de pessoas, incluindo centenas de estrangeiros, ao expulsar o EI de Mossul e de outras áreas. Alguns foram deportados, enquanto outros foram condenados em julgamentos rápidos, pois o Judiciário trabalha com o grande número de casos. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.