Pequim Secretário de Comércio dos EUA chega à China para negociar Visita de Wilbur Ross tem como finalidade tentar acalmar as tensões comerciais com a china

Publicado em: 02/06/2018 11:16 Atualizado em:


Foto: Greg Baker / AFP
Foto: Greg Baker / AFP
O secretário americano do Comércio, Wilbur Ross, chegou neste sábado a Pequim para tentar acalmar as tensões comerciais com a China.

Os Estados Unidos exigem exigem da China que abra sua economia a seus produtos e que reduza em 200 bilhões de dólares anuais o déficit comerciais com o gigante asiático, que, em 2017, foi de 375 bilhões.

Por ora, Pequim não aceita este objetivo, que muitos economistas consideram "irreal".

Wilbur Ross permanecerá até domingo a manterá conversas com o vice-primeiro-ministro Liu He, muito próximo ao presidente Xi Jinping e figura-chave da política econômica chinesa,  afirmou à AFP um funcionário do governo.

Sua visita coincide com as novas tensões entre os dois países.

Na terça passada, os Estados Unidos voltaram a ameaçar com a imposição de tafifas de 25% a uma série de produtos chineses no valor de 50 bilhões de dólares anuais.

Pequim denunciou então uma mudança de postura de Washington e ameaçou tomar medidas para proteger seus intereses, embora, desde então, o regime comunista tenha tentado acalmar as tensões.
 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.