Após referendo Dublin apresentará em semanas projeto de lei que legaliza o aborto O projeto deverá ser aprovado depois pelo Parlamento, onde a maioria dos deputados defende a liberalização do aborto

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 29/05/2018 12:23 Atualizado em:

Foto: Paul Faith / AFP
Foto: Paul Faith / AFP
O governo irlandês de Leo Varadkar apresentará em algumas semanas o projeto de lei que legaliza o aborto após a vitória histórica em referendo, anunciou nesta terça-feira o ministro da Saúde. O ministro Simon Harris disse à televisão pública RTE que espera que a lei seja aprovada até o final do ano.

"Estou decidido a acabar o trabalho que o povo me encarregou", disse ao chegar em uma reunião do governo. "Espero que possamos publicar um projeto [de lei] nas próximas semanas", acrescentou.

O projeto deverá ser aprovado depois pelo Parlamento, onde a maioria dos deputados defende a liberalização do aborto.

Na Irlanda, 66% dos eleitores votaram no referendo sobre a derrogação da emenda constitucional que proíbe o aborto.

Somente as mulheres que tinham a vida em risco por causa da gravidez eram autorizadas a abortar. As penas de prisão para quem realizava um aborto ilegal podiam chegar a 14 anos.

O governo pretende que o aborto seja livre durante as primeiras 12 semanas de gravidez e que o prazo se estenda até as 24 semanas em caso de anormalidade fetal mortal ou de perigo para a mãe.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.