• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Acusação Trump: envenenar um ex-espião no Reino Unido parece coisa da Rússia Moscou rejeitou imediatamente as acusações, chamando de "espetáculo circense no Parlamento britânico"

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 13/03/2018 11:44 Atualizado em:

Foto: Michael Vadon/Reprodução
Foto: Michael Vadon/Reprodução
O presidente Donald Trump assinalou nesta terça-feira(13) que o ataque com agente químico contra um ex-espião russo no Reino Unido parece ter sido obra do governo da Rússia, a partir de uma evidência reunida pelo governo britânico. "Parece que pode ser a Rússia, baseado em toda a evidência que eles têm", afirmou Trump aos jornalistas nos jardins da Casa Branca, acrescentando que tem agendada uma conversa com a primeira-ministra britânica Theresa May nesta terça.

"Não sei se chegaram a uma conclusão, mas ela me ligará hoje", afirmou o presidente, antes de iniciar uma viagem à Califórnia. Na véspera, May declarou ao Parlamento ser muito provável que a Rússia esteja por trás da tentativa de assassinato de um ex-espião russo e deu a Moscou até esta terça-feira para que apresente explicações. Moscou rejeitou imediatamente as acusações, chamando de "espetáculo circense no Parlamento britânico".



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.