• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Internacional Trump assegura que EUA e UE discutirão barreiras alfandegárias e tarifas Em sua conta no Twitter, o presidente americano disse que seu secretário de Comércio discutirá com a UE a eliminação dessas barreiras

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 12/03/2018 13:53 Atualizado em:

Foto: MANDEL NGAN / AFP
Foto: MANDEL NGAN / AFP
O presidente americano Donald Trump assegurou nesta segunda-feira (12) que seu secretário de comércio, Wilbur Ross, discutirá com os representantes da União Europeia a "eliminação de importantes barreiras alfandegárias e tarifas aplicadas contra os Estados Unidos".

"É injusto com a nossa agricultura e nosso setor manufatureiro", acrescentou o presidente em um tuíte, depois de impor na quinta-feira taxas de 25% para as importações de aço e 10% para as importações de alumínio.

Trump reiterou suas acusações de que a União Europeia cria obstáculos à importação de produtos americanos, apesar da ofensiva lançada para limitar as importações de aço e alumínio.
 
O representante de Comércio Robert Lighthizer esteve em Bruxelas no sábado para se reunir com colegas da UE, mas, de acordo com fontes europeias, as negociações foram infrutíferas.

"Não obtivemos esclarecimentos imediatos sobre o procedimento para sermos isentos" do pagamento de tarifas, enfatizou a comissária europeia do Comércio, Cecilia Malmström, ao final da reunião. 
 
Pouco depois, o presidente dos Estados Unidos exigiu "o abandono" pela UE das barreiras alfandegárias e regulamentos sobre produtos americanos para isentá-los das tarifas do aço e alumínio.

"Se abandonarem seus horríveis obstáculos e seus direitos aduaneiros sobre os produtos americanos, vamos abandonar os nossos. Caso contrário, iremos taxar carros, etc. Honesto!", escreveu no Twitter.

Na segunda-feira, Malmström disse que "nós vimos como [o comércio] é usado como uma arma para nos ameaçar e nos intimidar, mas não temos medo, vamos nos defender contra os bandidos". 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.