• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Renúncia Trump decepcionado com negativa de ex-assessora a cargo de embaixadora McFarland foi designada para o posto de embaixadora depois de deixar seu cargo no Conselho de Segurança Nacional de Trump

Publicado em: 03/02/2018 09:33 Atualizado em: 03/02/2018 11:17

Trump assegurou que McFarland serviu com distinção à administração americana. Foto: Mandel Ngan / AFP
Trump assegurou que McFarland serviu com distinção à administração americana. Foto: Mandel Ngan / AFP
A ex-número dois do Conselho de Segurança Nacional (NSC) americana, Kathleen Troia McFarland, renunciou a sua nomeação como embaixadora em Cingapura, uma decisão que o presidente Donald Trump chamou de decepcionante.

Em um comunicado divulgado na sexta-feira, Trump assegurou que McFarland, que também foi analista do canal Fox News, serviu com distinção à administração americana.

E acusou a oposição democrata de  "tomar uma decisão política invés de confirmar um candidato qualificado para um posto de crucial importância".

A nomeação de McFarland causou controvérsia em que muitos senadores questionaram se ela estaria a par das conversas entre o embaixador da Rússia em Washington, Serguei Kisliak, e o ex-assessor de Segurança Nacional, Michael Flynn, em 2016.

Flynn reconheceu ter mentido ao FBI sobre essas conversas em dezembro, meses depois de ter sido distituído por Trump por esse caso.

McFarland foi designada para o posto de embaixadora depois de deixar seu cargo no Conselho de Segurança Nacional de Trump com na chegada do sucessor de Flynn, H.R. McMaster.

Sua nomeação, proposta em maio, chocou com a oposição do Senado no início de janeiro. Mas a Casa Branca voltou a propor seu nome uma semana depois.

 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.