• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Energia Hidrogênio poderia representar um quinto da energia consumida em 2050 "Isto permitiria reduzir as emissões anuais de CO2 em cerca de seis gigatoneladas em relação aos níveis atuais", assegura o estudo

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 13/11/2017 17:26 Atualizado em:

O hidrogênio poderia representar em 2050 quase um quinto da energia total consumida em nível mundial, se forem realizados os investimentos necessários, segundo um estudo da consultoria McKinsey, publicado à margem da conferência da ONU sobre o clima.

"Utilizado em grande escala, o hidrogênio poderia representar cerca de um quinto da energia total consumida até 2050. Isto permitiria reduzir as emissões anuais de CO2 em cerca de seis gigatoneladas em relação aos níveis atuais", assegura o estudo.

O uso dessa fonte de energia iria supor, além disso, 20% da redução necessária para cumprir o Acordo de Paris sobre o clima, cujo objetivo é limitar abaixo de dois graus o aumento das temperaturas mundiais em relação à era pré-industrial, acrescenta a mesma fonte.

O Conselho do Hidrogênio, que solicitou o estudo, foi lançado no início de 2017 durante o Fórum Econômico Mundial de Davos e reúne 18 multinacionais, entre elas Alstom, Audi, o grupo BMW, General Motors, Hyundai Motor, Statoil, Total e Toyota.

Os membros desse grupo consideram que "o hidrogênio poderia alimentar entre 10 e 15 milhões de carros e 500.000 caminhões até 2030, sem contar os muitos usos possíveis em outros setores".

Segundo o estudo, publicado à margem da 23ª conferência da ONU sobre o clima (COP23), realizada na cidade alemã de Bonn, a demanda anual de hidrogênio poderia se multiplicar por 10 até 2050, e o setor "poderia gerar um volume de negócios de 2,5 trilhões de dólares e criar mais de 30 milhões de empregos" no mesmo período.

O relatório assegura, no entanto, que para alcançar esses níveis serão necessários "investimentos significativos", que o Conselho avalia em "entre 20 e 25 bilhões de dólares por ano", indica o estudo da McKinsey.

O hidrogênio é um gás que pode ser utilizado para armazenar eletricidade ou como carburante para os veículos elétricos.

É produzido atualmente a partir do gás natural, um combustível que emite CO2. Mas pode ser obtido de forma muito mais ecológica por eletrólise da água.

Outro procedimento permite produzir energia ao colocar em contato o hidrogênio e o oxigênio, mediante uma reação que não emite gases de efeito estufa.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.