• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
ELEIÇÕES Eleitorado vai às urnas para definir futuro presidente da Eslovênia Quem ocupa a presidência não tem poderes executivos, mas propõe nome do primeiro-ministro e sua opinião sobre questões importantes tem peso político

Publicado em: 12/11/2017 10:19 Atualizado em:

Eleitores na Eslovênia vão às urnas neste domingo no segundo turno das eleições presidenciais do país. Os candidatos são o presidente Borut Pahor, que busca a reeleição, e o ex-comediante Marjan Sarec, prefeito de uma cidade do norte do país.

Pahor, um político veterano conhecido por seu frequente uso das mídias sociais, liderava as pesquisas por uma grande margem após o primeiro turno, em 22 de outubro. Mas Sarec reduziu a lacuna entre as intenções de voto, e as últimas pesquisas apontavam uma disputa apertada. O presidente da Eslovênia não tem poderes executivos, mas ele propõe o nome do primeiro-ministro e a sua opinião sobre questões importantes tem peso político.

Pahor, de 54 anos, que é ex-modelo, foi primeiro-ministro da Eslovênia antes de ser eleito presidente em 2012. Ele procurou retratar-se como um interlocutor de todos os eslovenos, independentemente de suas preferências políticas. Críticos dizem no entanto, que Pahor simplesmente evita tomar posição em questões importantes.

Sarec é um político relativamente novato, que conquistou o apoio de muitos eslovenos fartos de políticos conhecidos. O candidato, de 39 anos, era um comediante satírico que imitava políticos antes de entrar na política ele mesmo em 2010 para concorrer à prefeitura de Kamnik. Sarec desistiu da comédia para se dedicar plenamente ao trabalho como prefeito e atualmente está em seu segundo mandato.

As principais questões para a Eslovênia neste momento são a economia, uma disputa de fronteira com a Croácia decorrente da separação da antiga Iugoslávia na década de 1990 e o futuro da União Europeia. A Eslovênia é membro da União Européia (UE) desde 2004.

Associated Press/Estadão Conteudo


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.