• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Desacordo Paris e Berlim afirmam que não reconhecerão independência da Catalunha França e Alemanha indicaram que consideram decisão ilegal e que problemas na Espanha devem ser lidados internamente

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 11/10/2017 11:01 Atualizado em: 11/10/2017 11:08

A porta-voz francesa indicou que a situação na Catalunha é acompanhada com preocupação após as declarações feitas pelo presidente regional. Foto: Photo-graphe/Pixabay
A porta-voz francesa indicou que a situação na Catalunha é acompanhada com preocupação após as declarações feitas pelo presidente regional. Foto: Photo-graphe/Pixabay
A França indicou nesta quarta-feira, 11, que considera ilegal "qualquer declaração unilateral de independência" da decisão catalã pela independência, assim como a Alemanha, que declarou que "trata-se de um problema interno, mas que a separação não teria nenhum reconhecimento". 

A porta-voz francesa indicou que a situação na Catalunha é acompanhada com preocupação após as declarações feitas na noite de terça-feira, pelo presidente regional Carles Puigdemont. "A unidade e a legalidade constitucional devem ser respeitas e preservadas", declarou.

Emmanuel Marcon, presidente da França, mostrou firmeza no apoio ao marco constitucional espanhol e afirmou que o presidente do governo, Mariano Rajoy, seria seu único interlocutor na Espanha. 

Já o governo Alemão rejeitou se envolver no conflito catalão por vê como um assunto interno, mas aposta em um diáogo dentro da Constituição. Ele ainda garantiu que uma declaração de independência por parte das instituições catalãs "não teria nenhum reconhecimento". 

Em coletiva de imprensa, a vice-porta-voz do Executivo, Ukrike Demmer, declarou que a declaração de independência por parte das instituições catalãs seria "ilegal e inaceitável e não teria nenhum reconhecimento". 

Berlim descartou uma mediação europeia no conflito catalão por, reafirmou, ser um assunto interno espanhol que precisa ser abordado dentro da ordem do país.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.