• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
França Macron visita ilha do Caribe atingida por furacão Irma O presidente discute o apoio às ilhas próximas de São Martinho e São Bartolomeu

Por: AE

Publicado em: 12/09/2017 09:26 Atualizado em:

Macron também viaja acompanhado de médicos e especialistas encarregados de avaliar os estragos. Foto: FRED DUFOUR/AFP
Macron também viaja acompanhado de médicos e especialistas encarregados de avaliar os estragos. Foto: FRED DUFOUR/AFP


O presidente da França, Emmanuel Macron, chegou nesta terça-feira à ilha de Guadalupe, na primeira etapa da visita dele às ilhas francesas no Caribe atingidas pelo furacão Irma. Macron se encontrou no aeroporto Pointe-a-Pitre com brigadistas e autoridades locais para discutir o apoio que eles podem dar às ilhas próximas de São Martinho e São Bartolomeu.

O avião do presidente leva água, alimentos e toneladas de remédios e equipamentos de emergência. Macron também viaja acompanhado de médicos e especialistas encarregados de avaliar os estragos.

O ministro das Relações Exteriores do Reino Unido, Boris Johnson por sua vez, viaja a ilhas britânicas no Caribe com o mesmo objetivo. A chancelaria britânica informou que Johnson chega a Barbados nesta terça-feira, no início de um giro pelas Ilhas Virgens Britânicas e por Anguilla.

Johnson rechaçou as críticas de que o Reino Unido tem sido lento na resposta à tempestade catastrófica que gerou prejuízos em muitas ilhas. O Reino Unido já enviou mais de 700 soldados e 50 policiais para as Ilhas Virgens Britânicas para ajudar a restaurar a ordem no local. A chancelaria britânica planeja realizar com governadores e outras autoridades que lideram os trabalhos de reconstrução e o ministro disse que Londres fez um esforço sem precedentes para ajudar.

O rei da Hollanda, Willem-Alexander, visitou a ilha de São Martinho e disse que o cenário após a passagem do Irma é o pior que já presenciou. Na terça-feira, o monarca deve voar para as ilhas holandesas próximas de Saba e St. Eustatius, também atingidas, mas com estragos menores que na de São Martinho.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.