• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Diversidade Modelo caribenha lança linha de bonecas negras com cabelos crespos "As bonecas são para todas as raças, gêneros e idades", afirma Mala Bryan

Por: Mike Torres - Diario de Pernambuco

Publicado em: 13/01/2016 23:39 Atualizado em: 13/01/2016 23:55

The girls are ready for purchase!! Check link in the bio. http://malaville-toys.myshopify.com/

Uma foto publicada por Malaville Toys (@malavilledolls) em


A modelo Mala Bryan, de St. Lucia, no Caribe, resolveu dar vazão a um antigo desejo. Ela lançou uma linha de quatro bonecas negras com tons variados de pele e cabelos crespos.

Em entrevista ao site IOL, da África do Sul, Mala afirma que a linha Malaville tem por objetivo atingir todas as raças, gêneros e idades. "[As bonecas] são para todos: adultos, crianças, meninos e meninas. Mas acredito que para as crianças negras seja importante ter brinquedos bem-feitos que as representem. Na verdade, gostaria realmente que todas as coleções apresentassem mais diversidade", ressalta.

Mala, Malina, Maisha e Mhina, as bonecas da linha Malaville, custam 20 dólares cada, disponíveis no site oficial.

Star Wars e representatividade
Nessa terça-feira, o ator John Boyega, intérprete do personagem Finn no mais novo filme da saga Star Wars, O Despertar da Força, ficou sabendo do caso do pequeno Matias Melquíades, menino brasileiro de quatro anos que ficou famoso após sua mãe postar uma foto em que ele aparece abraçado a um boneco do personagem. A legenda diz "Ele nem sabe o que é Star wars, sabe que o boneco é igual a ele. Representatividade".

O protagonista fez questão de compartilhar com seus 645 mil seguidores do Instagram a imagem do garoto. O ator classificou o registro da alegria de Matias como "um momento de gratidão". Também ofereceu ao fã mirim um elogio em forma de conselho: "Do que você segura nas mãos até o potencial da sua mente, você já é um rei, rapazinho".

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.