• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Streaming Girlboss, da Netflix, mostra a gangorra de sucesso de famosa empresária da moda Série sobre a ascensão meteórica - e os tropeços subsequentes - da empresária e estilista Sophia Amoruso é a nova estreia do catálogo

Por: Fernanda Guerra - Diario de Pernambuco

Publicado em: 22/04/2017 11:25 Atualizado em: 21/04/2017 20:21

Produção é estrelada pela atriz Britt Robertson. Foto: Netflix/Divulgação
Produção é estrelada pela atriz Britt Robertson. Foto: Netflix/Divulgação


"Uma girlboss é forte, inteligente e persistente. Tudo bem ser diferente e querer coisas que, talvez, não sejam populares", define Sophia Amoruso, empresária que construiu um império aos 20 e poucos anos de idade no campo da moda e no e-commerce e se tornou tema central da série Girlboss da Netflix, disponível desde sexta-feira no catálogo. A produção televisiva é adaptação do livro homônimo, lançado em 2015 e escrito por ela, e tem assinatura de Kay Cannon, roteirista de A escolha perfeita. Com 13 episódios e 30 minutos de duração, a série acompanha a história real de uma mulher improvável de se tornar mulher de negócios bem-sucedida, que, após alguns fracassos, conseguiu projeção milionária no segmento da moda.

Com produção-executiva da atriz Charlize Theron (Monster: Desejo assassino) e direção de Christian Ditter, Girlboss é protagonizada por Britt Robertson e conta com Dean Norris, Alphonso McAuley e Johnny Simmons no elenco. Antes mesmo da estreia, os internautas teceram comparações com o longa-metragem O diabo veste Prada (2006), estrelado por Anne Hathaway e Meryl Streep. Mas é possível detectar a principal diferença entre a personagem de Anne e Sophia. Desde cedo, a empresária já acumulava conhecimentos da história da moda.

Além do mundo fashionista, a história pode ser encarada como uma espécie de "autoajuda" sobre empreendedorismo, força, superação e empoderamento feminino. A série acompanha a trajetória de uma mulher autêntica, que erra - ao furtar no início da carreira, por exemplo - e acerta o tempo todo. É a nova produção cômica do serviço de streaming e deve atrair a atenção de pessoas interessadas no segmento fashion ou empresarial - principalmente no nicho online.
Para quem não conhece, Sophia começou a trajetória na moda aos 22 anos, em 2006, quando passou a vender peças em um brechó online, com alguns itens reformados por ela, no eBay. Os projetos iniciais não deram certo, mas não a abalaram a ponto de fazê-la desistir dos negócios. É quando ela lança uma loja virtual multimilionária, batizada de Nasty Gal. Em associação ao mundo fashion, o ator, apresentador e drag queen RuPaul (RuPaul’s Drag Race) fez participação no seriado.

Assista ao trailer de Girlboss:



Acompanhe o Viver no Facebook:




Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.