• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Moda Atriz de filme pernambucano é eleita uma das mais bem vestidas de Cannes Veja quem errou e acertou no tapete vermelho do principal festival de cinema do mundo

Por: Larissa Lins - Diario de Pernambuco

Publicado em: 19/05/2016 21:09 Atualizado em: 19/05/2016 23:03

Maeve desfilou modelo assinado pelo brasileiro Reinaldo Lourenço, com tecido refletivo e transparências. Fotos: Vanity Fair/Reprodução da internet
Maeve desfilou modelo assinado pelo brasileiro Reinaldo Lourenço, com tecido refletivo e transparências. Fotos: Vanity Fair/Reprodução da internet

Em meio aos holofotes voltados à riviera francesa, a atriz Maeve Jinkings foi listada entre as mais bem vestidas de Cannes na relação da Vanity Fair, publicação de referência na moda internacional. Com longo assinado pelo brasileiro Reinaldo Lourenço, Maeve cruzou o tapete vermelho do festival no elenco do longa Aquarius, de Kleber Mendonça Filho.

O figurino, um longo preto com transparência, brilho e tecido refletivo, sem mangas, tem cintura marcada e deixa parte do colo e das pernas à mostra. Maeve complementou a produção com penteado despojado, cachos sobre o rosto, acessórios sóbrios e maquiagem natural. Na mesma lista da Vanity Fair, nomes como Helen Mirren, Jourdan Dunn, Bella Hadid, Rosie Huntington-Whiteley, Eva Herzigova e Kristen Stewart - esta última, com visual e maquiagem de gosto duvidoso.

Firurinos em tons escuros ajudaram a manter o foco nos protestos políticos do elenco do Aquarius. Foto: Valery Hache/Divulgação
Firurinos em tons escuros ajudaram a manter o foco nos protestos políticos do elenco do Aquarius. Foto: Valery Hache/Divulgação
Ainda no elenco de Aquarius, mas não listada pela Vanity, Sonia Braga, protagonista do longa, desfilou longa marrom com decote assinado por Narciso Rodriguez. Composto, o modelo de mangas longas foi associado a penteado igualmente austero: fios presos em rabo de cavalo baixo. Os tons escuros cumpriram, intencionalmente ou não, a função de se manterem neutros diante da manifestação política do elenco e equipe de produção de Aquarius. Segurando cartazes de protesto - “Um golpe tomou o Brasil”, “Nós vamos resistir” e “54 milhões de votos queimados” -, os artistas transformaram o tapete vermelho de Cannes em palco de discussão política com visibilidade internacional.

Escaladas em outras produções internacionais, atrizes como Barbara Palvin, Natasha Poly, Kirsten Dunst, Mischa Barton e Bella Hadid cruzaram o red carpet francês com louvor, em modelos ora românticos, ora escandalosos.

Bella Hadid, Mischa Barton e Kirsten Dunst acertaram no figurino para o Festival de Cannes 2016. Fotos: Vanity Fair/Reprodução da internet
Bella Hadid, Mischa Barton e Kirsten Dunst acertaram no figurino para o Festival de Cannes 2016. Fotos: Vanity Fair/Reprodução da internet

A Chloë Sevigny, Ruth Negga, Eleonora Carisi, Vanessa Paradis e Kristen Stewart, por outro lado, faltou bom senso na escolha. As composições ruins envolvem comprimentos exageradamente longos, caimento pouco fluido, estampas inapropriadas e transparências ou decotes mal posicionados.

Ruth Negga, Kristen Stewart e Chloë Sevigny fizeram escolhas duvidosas para o tapete vermelho de Cannes. Fotos: Reprodução da internet
Ruth Negga, Kristen Stewart e Chloë Sevigny fizeram escolhas duvidosas para o tapete vermelho de Cannes. Fotos: Reprodução da internet


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.