• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Beleza "Não adianta funcionar na passarela, mas não no busão", diz maquiadora; confira dicas Entre as recomendações, está a substituição da técnica de contorno pela iluminação de pontos estratégicos

Por: Larissa Lins - Diario de Pernambuco

Publicado em: 28/11/2015 17:05 Atualizado em: 27/11/2015 15:55

A temporada "pede" uma pele "quase nada". Foto: publicdomainpictures/Reprodução
A temporada "pede" uma pele "quase nada". Foto: publicdomainpictures/Reprodução


A cada temporada, as recomendações extraídas das passarelas mudam ou, pelo menos, se adaptam às novas estações, a fim de atender às necessidades e aos gostos das mulheres da "vida real". Pele "nada" se transforma, agora, em "quase nada", olheiras são bem vindas e o bronzeado deve ser fiel ao natural, provocado pelo sol. As técnicas de contorno do rosto, tão comentadas e cobiçadas nos últimos meses, dão lugar aos pontos de luz - mais simples e certeiros, perfeitos para mãos menos treinadas. Nessa lista, poucos itens estavam em voga há um ano, por exemplo.

Para compreender - e apontar - os truques das próximas temporadas, o Viver conversou com a maquiadora Fabiana Gomes, experiente nos bastidores das semanas de moda internacionais, e listou algumas dicas na relação abaixo:

Esfumado, mas nem tanto
O olho esfumado, cobiçado pela grande maioria das mulheres, ressurge em tons mais sintonizados com a cor da pele, como variações do marrom. O preto, se usado, é suavizado, seguindo as tendências das passarelas, que dispensaram os excessos nas últimas temporadas. O “imperfeito” substitui o pigmento marcado. “Você pode tudo! Mas a ideia é não reproduzir com precisão o look das passarelas. Não adianta funcionar na passarela, mas não no busão”, diz Fabiana Gomes, maquiadora sênior da marca canadense MAC.

Diferente, mas nem tanto

A maquiagem deve servir para “otimizar” os traços do rosto, mas sem modificar suas características. Aquele look transformador, já visto em semanas de moda, foi deixado para trás. A dica para saber quando a produção “passou da conta” é se perguntar se aquela maquiagem está dentro da zona de conforto. Sem estar confortável, não se “sustenta” a produção. “Confiança é sinônimo de beleza. Mais do que perfeição.”

Fabiana adapta os truques da passarela para a "vida real". Foto: chomp.com/Reprodução
Fabiana adapta os truques da passarela para a "vida real". Foto: chomp.com/Reprodução
Pele leve

É preciso que a pele se mantenha natural, que não pareça maquiada. O rosto deve ter aspecto saudável, iluminado somente em alguns pontos. Para a maquiadora, perseguir o formato amendoado de rosto não é uma fórmula perfeita. Os traços e curvas de cada pessoa devem ser respeitados e aperfeiçoados com a maquiagem, não modificados.

Iluminar, não contornar
Nas passarelas, as técnicas para iluminar pontos estratégicos do rosto são usadas há mais tempo do que as técnicas de contorno. Isso porque, no caso do contorno, os erros são mais perceptíveis. Para pessoas com pouco domínio das estratégias de maquiagem, iluminar é mais recomendável do que contornar.

Olheiras, sim
Deixar um resquício de olheira à mostra, segundo Fabiana Gomes, é até bonito. A pele deve parecer “construída” sem esforço, como se a maquiagem fosse uma fina camada depositada no rosto recém-lavado. “A ideia é que a pessoa pareça bonita, organizada, mas sem esforço.”

Semi-opaca, não úmida
Nas temporadas anteriores, a pele parecia úmida, quase molhada. Agora deve parecer saudável, mas semi-opaca. Antes, o visual primava por uma aparência crua, “nada.” Agora, deve parecer “quase nada.”

Bronzeado inteligente
O bronzeado não deve ser completo, mas estratégico. O blush deve ser aplicado na horizontal, de um lado a outro, cruzando as bochechas - exatamente na região que fica avermelhada após levar sol. O pó bronzeador, quando usado, deve ser aplicado com pincel bem fofo, a fim de não marcar os contornos entre o produto e a base. O efeito deve ser natural, suave.

Cílios, muitos
A máscara de cílios, queridinha das brasileiras, segue firme na maquiagem da temporada. Está “permitido” - entre aspas, porque maquiagem não tem regras engessadas - usar várias camadas de rímel. Mais que isso: os cílios postiços voltam à cena, em vários formatos: mais espaçados, mais volumosos, mais compridos, e assim por diante. Há várias especificidades de cílios, uma para cada objetivo.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.