• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Moda Consultor de moda pernambucano indica dez filmes para se vestir bem No livro "Nada para vestir", lançado pelo personal stylist pernambucano Arlindo Grund este mês, títulos clássicos são listados para quem gosta do assunto

Por: Larissa Lins - Diario de Pernambuco

Publicado em: 02/08/2015 10:10 Atualizado em: 02/08/2015 12:29


"Sabrina", com Audrey Hepburn, é um dos títulos listados por Arlindo Grund. Foto: Paramount Pictures/Divulgação
"Sabrina", com Audrey Hepburn, é um dos títulos listados por Arlindo Grund. Foto: Paramount Pictures/Divulgação

Na conclusão do livro Nada para vestir, lançado este mês pelo personal stylist pernambucano Arlindo Grund, o cinema entra em cena como contribuição didática. Ele enumera 25 filmes que servem de referência à moda por terem surpreendido, lançado tendências ou mostrado reconstruções de época a partir de seus figurinos.

Laranja mecânica, Bonequinha de luxo, Os homens preferem as loiras, Hair e O grande Gatsby estão na lista. Além de títulos documentais, que revelam bastidores das passarelas e personagens marcantes, como Coco antes de Chanel e O louco amor de Yves Saint Laurent. Arlindo acredita que um olhar profundo sobre obras do gênero pode ser suficiente para que alguém se torne “entendido” sobre moda - ou qualquer tema. “Mas não um especialista”, pondera.

O Viver selecionou dez títulos para você conferir, com as respectivas sinopses do enredo e as contribuições que cada um deles ofereceu à moda. Confira:

>> OS FILMES

Gilda, Eles preferem as loiras, Janela indiscreta e Sabrina encabeçam a lista. Fotos: Divulgação
Gilda, Eles preferem as loiras, Janela indiscreta e Sabrina encabeçam a lista. Fotos: Divulgação

Gilda (EUA, 1946)

Considerado ousado nos anos 1940, é um dos mais conhecidos filmes noir. Na época, “nunca houve uma mulher como Gilda” era a frase promocional. É narrado pelo personagem Johnny Farrell (Glenn Ford), um vigarista salvo pelo dono de um clube noturno de Buenos Aires, Ballin Mundson (George Macready). Johnny é nomeado gerente do lugar e a amizade deles, sem escrúpulos, é ameaçada pela presença de Gilda - antigo caso amoroso de Johnny e agora casada com Mundson.
MODA: O figurino de Gilda torna-se ícone, com modelos sensuais e cheios de elegância.

Os homens preferem as loiras (EUA, 1953)
Mistura de musical e comédia romântica, dirigida por Howard Hawks, é adaptação de um musical da Broadway. Conta a história das showgirls Lorelei Lee (Marilyn Monroe) e Dorothy Shaw (Jane Russell), melhores amigas que viajam juntas rumo à França. Lorelei procura um marido rico que lhe cubra de diamantes, enquanto Dorothy espera encontrar o verdadeiro amor. Um detetive particular espiona Lorelei, que está noiva do ingênuo Gus Esmond (Tommy Noonan). No caminho, ela conhece o dono de uma mina de diamantes e se atrai pela riqueza dele. Entre os números musicais, está a épica interpretação de Diamonds are a girl's best friend.
MODA: Marilyn lança tendências, com modelos que ressaltam as curvas e reforçam seu "status" de sexy simbol.

Janela indiscreta (EUA, 1954)
Suspense produzido e dirigido por Alfred Hitchcock, tem roteiro baseado em conto de Cornell Woolrich. Mostra o fotógrafo profissional L.B. Jeffries (James Stewart), que quebra a perna e fica confinado no apartamento. Espiona a vida dos vizinhos com lente tele-objetiva e começa a suspeitar de um assassinato.
MODA: Grace Kelly entra em cena como expoente da elegância clássica, com roupas de corte e caimento impecáveis. Figurino é Edith Head.

Sabrina (EUA, 1954)
Dois herdeiros da poderosa família Larrabee, Linus (Humphrey Bogart) e David (William Holden)  reencontram a jovem Sabrina (Audrey Hepburn), filha do motorista, após temporada da moça em Paris. Ela se envolve com o playboy David, por quem era apaixonada desde a adolescência. Mas uma fusão lucrativa para os negócios da família pode sair prejudicada pelo romance. Linus decide controlar a situação, mas se apaixona por Sabrina também.
MODA: O figurino tem colaboração de Givenchy e transforma a protagonista de patinho feio em cisne, com longos belíssimos.

Cinderela em Paris, Moral em concordata, Bonequinha de luxo e Embalos de sábado à noite também ditaram moda. Fotos: Divulgação
Cinderela em Paris, Moral em concordata, Bonequinha de luxo e Embalos de sábado à noite também ditaram moda. Fotos: Divulgação

Cinderela em Paris (EUA, 1957)
Um fotógrafo chamado Dick Avery (Fred Astaire) da revista de moda Quality Magazine procura um novo rosto e encontra Jo Stockton (Audrey Hepburn), uma balconista de livraria. A editora da revista aceita a indicação e Jo viaja rumo a Paris, onde será fotografada como símbolo da Quality. Ela concorda pois pensa que essa é a chance de conhecer Emile Flostre (Michel Auclair), um intectual de quem é fã.
MODA: A transformação de uma mocinha desajeitada em ícone fashion rende looks inspiradores, com figurino construído em parceria entre Audrey, Edith Head e Givenchy.

Moral em concordata (Brasil, 1959)
Retrata desventuras familiares em diferentes ambientes. Um jovem operário de temperamento difícil se envolve com a filha do patrão e começa a ascender socialmente, abandonando a esposa e levando consigo a filha pequena. A moça abandonada se muda para a casa da irmã, uma prostituta de luxo que é sustentada por amante rico.
MODA: Maria Della Costa usa vestidos assinados por Dener, um dos mais conhecidos costureiros da moda brasileira. O diretor do filme, Fernando de Barros, se tornaria consultor de moda anos mais tarde.

Bonequinha de luxo (EUA, 1961)
Título mais famoso da carreira de Audrey Hepburn, mistura comédia e drama ao mostrar a vida de Holly Golightly (Audrey), uma acompanhante de luxo que deseja encontrar um homem rico e tornar-se atriz famosa. Ela é sustentada pelo misterioso Sally Tomato, um mafioso com quem se encontra semanalmente na prisão, e se envolve com o escritor Paul Varjak (George Peppard). É adaptação do livro homônimo de Truman Capote.
MODA: Holly exibe vestido preto, óculos escuros e pérolas, combinação que se torna clássica. Givenchy, Trigere e Edith Head assinam figurino.

Os embalos de sábado à noite (EUA, 1977)
Tony Manero (John Travolta) é um jovem do Brooklyn que trabalha numa loja de tintas e, nos fins de semana, se diverte como brilhante dançarino de disco music. O filme, drama musical produzido por Robert Stigwood, narra a preparação de Tony para um concurso em uma discoteca, em meio a uma crise amorosa.
MODA: Um retrato da era da discoteca norte-americana, com todo o exagero das cores e dos moldes da época.

O diabo veste prada e O grande gatsby são os mais recentes da lista de Grund. Fotos: Divulgação
O diabo veste prada e O grande gatsby são os mais recentes da lista de Grund. Fotos: Divulgação

O diabo veste Prada (EUA, 2006)
Adaptação do bestseller de Lauren Weisberger, lançado em 2003, conta a história de Andrea Sachs (Anne Hathaway), uma jornalista que se torna assistente pessoal da exigente Miranda Priestly (Meryl Streep), editora da revista de moda Runaway. Ela precisa se adaptar ao universo fashion e à convivência com a nova chefe, enquanto equilibra expectativa versus realidade.
MODA: Exibe, além dos bastidores de uma revista de moda, figurinos das grifes mais famosas. Andrea desfila combinações criativas e joviais, com etiquetas de referência para o universo fashion.

O grande Gatsby (EUA, 2013)
Adaptação do homônimo escrito em 1925 por F. Scott Fitzgerald. Nos anos 20, o bilionário Jay Batsby (Leonardo DiCaprio) tem os hábitos narrados por Nick Carraway (Tobey Maguire), que acompanha seus passos na condição de vizinho e testemunha a paixão de Gatsby por Daisy Buchanan (Carey Mulligan), casada com Tom (Joel Edgerton).
MODA: Ganhador do Oscar de Melhor Figurino, tem colaboração de Miuccia Prada. As personagens abusam da estética liberal, rica em excessos, dos anos 1920.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.