• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Moda Seis tendências do SPFW para usar agora A principal semana de moda do país revelou apostas para o verão 2016 que podem ser usadas desde já; Confira a lista

Por: Larissa Lins - Diario de Pernambuco

Publicado em: 17/04/2015 14:20 Atualizado em: 17/04/2015 14:52


As tendências reúnem, entre outros elementos, o branco, a androginia e os trabalhos artesanais. Foto: SPFW/Divulgação
As tendências reúnem, entre outros elementos, o branco, a androginia e os trabalhos artesanais. Foto: SPFW/Divulgação


Uma das vantagens de morar em regiões com pouca variação climática é poder antecipar tendências dos próximos verões e adaptar as dos próximos invernos para uma versão amena desta estação. Enquanto a São Paulo Fashion Week desenha a moda do verão 2016, algumas apostas podem ser copiadas no guarda-roupa local desde já.

E as receitas são simples, sem muitos must have (o famoso "tem que ter" ou "tem que comprar"). Que tal resgatar o vestido do réveillon passado, usado na orla de Boa Viagem? Ou que tal pegar emprestada aquela camisa ou casaco do pai, irmão ou namorado? E que tal investir em roupas manufaturadas, de artesãos do estado? Abaixo, você confere seis dicas para aproveitar as tendências sem mistério, nem dificuldade.

Foto: SPFW/Divulgação
Foto: SPFW/Divulgação


1) TOTAL BRANCO
O verão 2016 será branco. Foram poucos os estilistas que não apostaram nas composições total white. Lenny Niemeyer, Patrícia Vieira, Animale, Reinaldo Lourenço… muitos desfiles jogaram branco sobre a passarela. Da praia à festa - exceto para as convidadas de casamentos que, claro, devem deixar o tom branco para a noiva - a cor é escolha acertada para as próximas temporadas.

É preciso não ter medo de parecer vestida para o réveillon. O visual monocromático pode, sim, ser equilibrado com cabelo e maquiagem simples, além de acessórios mais informais, como alpargatas, coletes jeans, bolsas coloridas e óculos de sol com armações generosas - combinações bem verão. Na SPFW, os acessórios em prata, curingas, deram ar casual às produções.

Foto: SPFW/Divulgação
Foto: SPFW/Divulgação


2) OVERSIZED
Não foram apenas as pescadoras orientais, que inspiraram a coleção de Alexandre Herchcovitch, as únicas representadas por roupas mais folgadas na SPFW. Há algum tempo, as peças oversized (em tamanho maior do que o ajustado ao corpo) têm espaço nas passarelas - e também nas vitrines e ruas. Além do conforto, esse tipo de produção carrega a informalidade típica do verão. Shorts curtos e colados já podem ser substituídos por calças oversized até mesmo na hora de ir à praia, com biquiní ou maiô.

Foto: SPFW/Divulgação
Foto: SPFW/Divulgação


3) ARTESANAIS
É sempre tempo de valorizar as peças manufaturadas, feitas por pequenos produtores e artesãos locais. Rendas, bordados, aplicações e crochês continuam subindo à passarelas e ganhando destaque pelas mãos de estilistas como Isabela Capeto - que retorna às semanas de moda após cinco anos afastada - e Helô Rocha. Esta última, inclusive, lembrou ao público que a mistura de vários elementos também funciona: agregou pérolas, conchas, franjas, rendas e pedraria. 

Foto: SPFW/Divulgação
Foto: SPFW/Divulgação


4) FLORES
Não é primavera, mas as flores estão por todos os lados. Dão informalidade, leveza e cor aos looks. Enquanto Patrícia Vieira conseguiu florir suas peças em couro, Waldemar Iódice e Simone Nunes se inspiraram no Nordeste para resgatar a chita e as estampas regionais.

Foto: SPFW/Divulgação
Foto: SPFW/Divulgação


5) CINTURA MARCADA
A cintura marcada reforça o que as semanas de moda internacionais já haviam ditado: o retorno dos anos 1980. Quando não embutida na modelagem de saias e shorts, a cintura alta pode ser marcada em vestidos e blusas com a ajuda de um cinto ou de uma faixa. O resultado é charmoso e retrô. Além de confortável, a tendência é uma das mais fáceis de reproduzir.

Foto: SPFW/Divulgação
Foto: SPFW/Divulgação


6) UNISSEX
A questão do gênero é debate forte também na moda. Os figurinos andróginos refletem uma tendência que não é novidade nesse universo fashion. Mesclam características consideradas masculinas às femininas - como as mulheres de cabelos curtíssimos nos anos 1920 e os homens de cabelos longos nos anos 60 e 70. Para retratar essa aposta, Reinaldo Lourenço se inspirou na romancista George Sand, a Baronesa de Dudevan - uma das primeiras mulheres a usar "roupas de homem", ainda no século 19. Tons sóbrios, fraques, faixas de cintura de smokings e minissaias de barra arredondada dominaram sua coleção.

Já Vitorino Campos levou à passarela o encontro da poetisa do punk Patti Smith com o fotógrafo Robert Mapplethorpe. A camisaria - especialmente em tom branco, voltando à primeira tendência da nossa lista - ganhou destaque, justamente pela sua versatilidade em looks masculinos e femininos. Ajuda a entender que uma t-shirt branca pode render inúmeras composições no dia a dia.

Foto: SPFW/Divulgação
Foto: SPFW/Divulgação


Foto: SPFW/Divulgação
Foto: SPFW/Divulgação



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.