• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Moda Modelos com necessidades especiais ganham as passarelas da New York Fashion Week Primeira portadora de Síndrome de Down a desfilar no evento, a atriz Jamie Brewer foi um dos destaques da NYFW

Por: Larissa Lins - Diario de Pernambuco

Publicado em: 18/02/2015 16:05 Atualizado em: 18/02/2015 17:30


A semana de moda de Nova York ainda não chegou ao fim, mas a estilista Carrie Hammer já pode se considerar uma das mais bem sucedidas no evento. O desfile Role models not runway models, assinado por ela, ganhou repercussão mundial ao levar às passarelas da Big Apple a primeira mulher portadora de Síndrome de Down. A atriz Jamie Brewer, de 30 anos, conhecida pelo trabalho na série American Horror Story (na qual deu vida à personagem Adelaide Langdon), foi a escolhida pela designer.

Jamie foi a primeira modelo com Síndrome de Down a cruzar as passarelas da New York Fashion Week. Foto: Twitter/@carriehammer/Reprodução
Jamie foi a primeira modelo com Síndrome de Down a cruzar as passarelas da New York Fashion Week. Foto: Twitter/@carriehammer/Reprodução


Carrie Hammer já havia sido considerada pioneira na inclusão de “mulheres reais” - sendo algumas portadoras de necessidades especiais - na edição do ano passado da NYFW, quando incluiu em seu desfile Danielle Sheypuk, a primeira cadeirante a subir às passarelas do evento. Segundo a estilista, sua ideia é retratar mulheres “de verdade”, em sintonia com suas clientela, que inclui ativistas, administradoras, dirigentes de empresas e altos cargos em diferentes áreas de atuação. “Sinto como se fosse inapropriado vestir as roupas que desenho para elas em modelos jovens.” Carrie acredita que essa campanha possa se estender a outras semanas de moda ao redor do mundo.

Na véspera do desfile, Carrie publicou foto em seu Twitter com a atriz Jamie Brewer. Foto: Twitter/@carriehammer/Reprodução
Na véspera do desfile, Carrie publicou foto em seu Twitter com a atriz Jamie Brewer. Foto: Twitter/@carriehammer/Reprodução


Outra ação considerada inclusiva e repercutida no universo virtual foi iniciativa de estilistas italianos, a campanha Made in Italy. Na passarela, portadores de necessidades especiais, com próteses, membros amputados ou cadeiras de rodas. Entre eles, o personal trainer e modelo Jack Eyers, primeiro homem com perna amputada a desfilar na New York Fashion Week. Segundo os produtores da apresentação, o intuito foi passar a mensagem de que as limitações podem ser apenas estados temporários da mente.

A iniciativa teve repercussão positiva na plateia e também nas redes sociais. Foto: Instagram/@AsianInNY/Reprodução
A iniciativa teve repercussão positiva na plateia e também nas redes sociais. Foto: Instagram/@AsianInNY/Reprodução


Made in Italy trouxe modelos com membros amputados e necessidades especiais ao NYFW. Foto: Instagram/@AsianInNY/Reprodução
Made in Italy trouxe modelos com membros amputados e necessidades especiais ao NYFW. Foto: Instagram/@AsianInNY/Reprodução



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.