• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Novidade Pernambuco vai contar com Centro de Moda em março de 2018 O local vai ter como inspiração o Centro de Artesanato de Pernambuco e vai funcionar no espaço do antigo Bistrô & Boteco

Por: Gabriela Araújo

Publicado em: 25/09/2017 13:06 Atualizado em: 25/09/2017 13:26

O Centro de Artesanato de Pernambuco completou nesta segunda-feira (25) cinco anos de funcionamento. Tendo como inspiração o modelo da operação, que já agrega cerca de 1,4 mil artesãos, o Governo de Pernambuco em conjunto com a Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper) pretendem instalar em março de 2018 o Centro da Moda de Pernambuco, no espaço do antigo Bistrô & Boteco, ao lado do Centro de Artesanato. A expectativa é de que o local traga artigos de 600 ou 700  estilistas e produtores de moda pernambucanos. Ainda não há previsão de quanto será investido no espaço, já que o projeto ainda está na fase de levantamento de orçamentos, estudos e curadoria.


“Foi uma ideia que partiu das próprias pessoas que atuam aqui no Centro de Artesanato e na organização da Fenearte. Percebemos que precisava-se de um espaço para criar o Centro da Moda e avançar, já que temos tantos artistas que atuam nesse setor”, explica o governador de Pernambuco Paulo Câmara (PSB). O objetivo é que local fortaleça os artistas locais, atraia os turistas e gere empregos. De acordo com a primeira-dama de Pernambuco Ana Luiza Câmara, o modelo de negócio ainda não foi definido, mas tudo indica que funcionará como uma loja colaborativa. “A ideia é um mapeamento de moda para que Pernambuco tenha uma representação de cada polo econômico”, pontua Ana. No espaço será possível encontrar a parte de moda masculina e feminina, incluindo roupas, calçados e acessórios.

 

COMEMORAÇÃO

Um novo Portal do Artesanato (www.artesanatodepernambuco.pe.gov.br) foi lançado na manhã de ontem em comemoração aos cincos anos do Centro de Artesanato de Pernambuco, localizado no Bairro do Recife. É possível encontrar no site informações sobre como expor no local e  emitir a carteira de artesão. Ontem o portal divulgou histórias dos 11 mestres que colaboram com o Centro de Artesanato mais antigos em suas respectivas tipologias, como madeira, barro, pedra e metal. Há mais 77  profissionais a terem suas trajetórias compartilhadas. A cada dia 30 dias haverá a divulgação de 10 deles.


O portal conta também com um mapa de Pernambuco em que as pessoas podem clicar por localidade e descobrir quais mestres atuam em cada uma. Além disso, também trabalha com a interatividade, já que os visitantes que tiverem um aplicativo identificador de QR Codes podem apontar para os códigos de alguns produtos selecionados na loja e serem direcionados aos vídeos que contam as histórias de seus respectivos mestres.“A ideia foi lançar um portal onde todas ações do programa estivessem reunídas”, comenta Thiago Angelus, diretor de Promoção do Artesanato da Agência de Desenvolvimento de Pernambuco (AD Diper).

O Centro de Artesanato de Pernambuco não tem apenas  o aniversário como motivo de comemoração. O mês de julho deste ano foi o melhor em vendas desde a inauguração do espaço, quando comparado ao mesmo período dos anos anteriores. O faturamento foi de quase R$ 230 mil,  o que representa um aumento de 13% nas vendas em relação ao ano passado. Ao longo dos quase cinco anos de existência, o Centro já movimentou quase R$ 12 milhões com a comercialização de mais de 620 mil obras.

O público de Pernambuco e os turistas também se beneficiam com o aniversário do Centro. Até o final deste mês é possível encontrar mais de 300 peças artesanais com descontos de até 50%. Ao todo a loja conta com mais de 25 mil obras que têm preços entre R$ 2 e R$ 75 mil. Nesta segunda-feira o Centro conta com uma programacao gratuita e aberta ao público até às 18h, incluindo apresentações culturais e o tradicional corte de bolo. Também em comemoração ao aniversário, o Centro adota um horário especial de funcionamento até fevereiro do próximo ano. De segunda-feira até o sábado vai abrir às 8h e às 19h, fechando uma hora mais tarde do que o normal. Já no domingo o horário continua o mesmo, das 8h às 16h.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.