• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Paris Tons de rosa dominam desfile da Chanel, mas visual de Karl Lagerfeld rouba a cena Desfile da grife criada por Coco Chanel foi protagonizado pelo cor-de-rosa e nova imagem do designer alemão, agora com a barba comprida, ganhou os holofotes

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 26/01/2018 08:51 Atualizado em: 25/01/2018 18:27

Princesas de rosa no jardim francês da Chanel chamaram a atenção, mas o visual do estilista, agora com barba, roubou a cena. Fotos: (Desfile) AFP/Divulgação e (Karl) Getty Images/Divulgação
Princesas de rosa no jardim francês da Chanel chamaram a atenção, mas o visual do estilista, agora com barba, roubou a cena. Fotos: (Desfile) AFP/Divulgação e (Karl) Getty Images/Divulgação

O cor-de-rosa e as flores tomaram conta do desfile da Chanel, apresentado na última terça-feira (23) em Paris pelas mãos de Karl Lagerfeld, cuja última surpresa foi a sua imagem: o czar da moda deixou a barba crescer. Criador de passarelas monumentais, o designer escolheu transformar o emblemático Grand Palais em um sóbrio jardim francês onde as modelos, usando flores e redes pretas, caminhavam como jovens vestidas de princesas. 

Ao redor de uma fonte colocada neste tradicional evento da alta-costura - ao qual comparecem celebridades, grandes empresários, ricos e influenciadores - desfilavam as estrelas em ascensão, como a holandesa Luna Bijl, a americana Cara Taylor e a filha de Cindy Crawford, Kaia Gerber. Bijl, de 19 anos, abriu e fechou o desfile, honra tida no ano passado por Taylor, com apenas 15 anos. Gerber, de 16 anos, não apenas desfilou novamente com a lendária marca fundada por Coco Chanel, como Lagerfeld anunciou na semana passada que ela desenhará uma coleção cápsula para sua marca epônima.

Os tons de rosa predominaram na passarela da Chanel, em Paris. Fotos: Patrick Kovarik/AFP/Divulgação
Os tons de rosa predominaram na passarela da Chanel, em Paris. Fotos: Patrick Kovarik/AFP/Divulgação


Outro protagonista: a nova imagem do designer alemão. Aos 84 anos, seu look inconfundível de cabelo branco preso em um rabo de cavalo, óculos escuros pretos e gola da camisa engomada, Lagerfeld incorporou uma barba branca, algo indisciplinado, que o público pôde apreciar quando saiu para cumprimentá-lo. Na passarela, o rosa dominou a paleta de cores do vestidos primaveris, combinados com botas brilhantes da mesma cor. Lagerfeld se lançou igualmente com o fúcsia, em roupas ajustadas na cintura ou em forma de laço sobre um vestido rosa pastel, adornado com um tule que abre dos lados. 

Para a próxima temporada, o gigante da moda voltou a mergulhar nas origens da Chanel e apresentou outras propostas em branco e tons pastel, muitas vezes combinados com botas e luvas pretas brilhantes. O desfile começou com uma série de ternos de tweed e casacos retos com ombreiras e golas levantados. As saias caem na forma de um sino na altura do joelho e a mesma estampa de tweed é repetida nas botas. Finalmente, Lagerfeld voltou a dar destaque a seu afilhado e protegido, Hudson Kroenig. Com nove anos, ele desfilou vestido de branco, passando pelas modelos com um cesto cheio de rosas.

A apresentação, como sempre, era uma das mais aguardadas do evento. Foto: Patrick Kovarik/AFP/Divulgação
A apresentação, como sempre, era uma das mais aguardadas do evento. Foto: Patrick Kovarik/AFP/Divulgação


As modelos, com flores, arranjos e redes, caminharam com aura de princesas. Fotos: Patrick Kovarik/AFP/Divulgação
As modelos, com flores, arranjos e redes, caminharam com aura de princesas. Fotos: Patrick Kovarik/AFP/Divulgação


>> Mulheres ao espaço

No segundo dia da Semana de Moda de Alta-costura, a Armani Privé apresentou uma coleção sóbria. Já a marca japonesa Yuima Nakazato quis olhar para o futuro, vestindo suas modelos com trajes espaciais, incluindo o capacete. A Alta-costura é caracterizada por desenhos exclusivos feitos sob medida, usando técnicas artesanais e tecidos mais nobres. Esta apenas é acessível para a classe mais rica.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.