• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
No Paço Alfândeda Espaço Bora! de Carnaval será aberto ao público nesta sexta-feira A edição reunirá 30 marcas pernambucanas de design autoral com produção própria e coleções especiais para a folia

Por: Aline Ramos

Publicado em: 04/01/2018 07:25 Atualizado em: 04/01/2018 10:54

A loja funcionará até a terça-feira de Carnaval. Foto: Luis Vitor/Divulgação
A loja funcionará até a terça-feira de Carnaval. Foto: Luis Vitor/Divulgação
O Espaço Bora! de Carnaval abrirá as portas da sua 3ª edição nesta sexta-feira (05), no Shopping Paço Alfândega. Cerca de 30 marcas pernambucanas de design autoral participam expondo e vendendo peças de moda, decoração e acessórios em coleções voltadas especialmente para o período momesco. A partir das 18h, um coquetel de abertura reunirá convidados, expositores participantes e clientes. A loja funcionará até o dia 13 de fevereiro.

Entre as marcas participantes, estão: Colombina, Jailson Marcos, Loja Oush, Zezé Estúdio, Restaum Store, Studio Lama, Jussara Vinagre, Atelier Cabana, Rafa que Faz, Maria Ribeiro e Perro Clothing. Além das peças a folia, a loja promoverá um calendário de atividades no mês de janeiro envolvendo a estética carnavalesca e marcas parceiras.

No dia próximo dia 12, ocorrerá o Bora Brilhar!, uma ação conjunta com a marca Contém Glitter, que fará uma oficina de maquiagem para Carnaval, e Lamê, que juntas apresentarão peças no final de semana seguinte. No dia 19, será a vez da festa de lançamento de estampas dos designers pernambucanos Eduardo Amorim, Guilherme Luigi, Maíra Egito e Manuela Santos, com produtos produzidos em diálogo com a estética do Espaço Bora!.

Há dois anos, o Espaço Bora! de Carnaval vem reunindo marcas que focam na produção exclusiva para as festividades momescas ou que montam coleções especiais no período de Carnaval. Os blocos, muitas vezes, dão a tônica ao que é produzido, mas as combinações de cores, fantasias, cortes específicos e tecidos como o lamê e o tule resultam em diversas formas de se vestir para o Carnaval, desde os bailes mais formais até a intensa comemoração nas ruas de Olinda.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.